TJAC dialoga com TJRO para conhecer experiência de redução de gastos

Aperfeiçoar a gestão dos transportes dentro do Judiciário para reduzir gastos e gerar economia foi o objetivo do encontro com a equipe da Justiça de Rondônia, ocorrido nesta quinta-feira, 19

Entregar documentos, intimações e insumos nas Comarcas, levar servidores e magistrados para atividades institucionais fora das unidades judiciárias são alguns dos exemplos das atividades administrativas demandada ao setor de transporte dentro do Judiciário acreano, para que o serviço jurisdicional seja ofertado à população.

Para aprimorar esse trabalho, otimizar a gestão econômica e logística nos deslocamentos, o Tribunal de Justiça do Acre (TJAC) realizou reunião virtual, nesta quinta-feira, 19, com Tribunal de Justiça de Rondônia (TJRO) e conheceu a experiência do estado vizinho, que implementou um modelo de transporte com objetivo de reduzir os gastos.

A preocupação com o aperfeiçoamento na gestão dos transporte dentro da Justiça tem intuito de contornar o impacto dos cortes orçamentários, feitos à nível nacional e estadual, e ainda garantir eficiência no uso do dinheiro público, pois, o custo de manutenção de frota de veículos própria é alto e a construção de alternativas administrativas podem reduzir esses gastos.

Imagem da dos participantes da vídeochamada distribuídos em quadradinhos na tela.

O juiz-auxiliar da presidência do TJAC, Leandro Leri Gross, gestores e gestoras das diretorias de Gestão Estratégica (Diges), da Logística (Dilog), Finanças e Informações de Custos (Dific), Regional do Vale do Alto Acre (DRVAC), da Diretoria Regional do Juruá, assim como, da Supervisão do Transporte, Gerência de contratações e Assessoria Jurídica da presidência participaram do encontro. Além disso, o juiz de Direito Bruno Costa, auxiliar do Tribunal de Justiça de Roraima (TJRR), também esteve presente para conhecer o modelo desenvolvido em Rondônia.

A equipe do Judiciário rondoniense junto com o juiz secretário-geral do TJRO, Rinaldo Forti, mostraram seus dados, desafios e benefícios ocorridos com a mudança na maneira de gerir o transporte. No estado, foi reduzida a frota de veículos próprios e feita a terceirização, com contrato de locação por demanda e adesão ao serviço de transporte por aplicativo para trajetos urbanos, chamado de Judcar.

Imagem da vídeochamada com os quadradinhos dos participantes em coluna no lado direito e no lado esquerdo um slide escrito "Logística Sustentável de Transporte TJRO"

Troca de experiência

O juiz auxiliar da presidência do TJAC, Leandro Leri Gross, agradeceu a disponibilidade do Judiciário de Rondônia e ressaltou que o momento foi importante para trocar de experiência e estabelecimento de canais de diálogo entre integrantes dos tribunais de Justiça da região Norte.

“Em nome da presidente do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), desembargadora Waldirene Cordeiro, e de toda nossa equipe, eu agradeço as disponibilidade do Poder Judiciário do Estado de Rondônia. Conhecer o serviço de trnasporte JUDCAR foi muito importante, pois me monstra uma prática eficiente e tem se consolidado na gestão pública. Com esse esforço conjunto, com essa troca de experiência poderemos construir juntos melhorias que contribuem com a nossa atividade jurídica e isso vai fazer diferença na vida das pessoas”, disse Gross.

O juiz de Direito Rinaldo Forti, também discorreu sobre a necessidade desse diálogo. “Temos tantos a compartilhar e às vezes olhamos para tribunais que não tem conexão com a realidade do Norte. Nós precisamos nos enxergar, precisamos trocar experiências, porque assim vamos progredir muito”, comentou o magistrado de Rondônia.

Ao final, os magistrados presentes combinaram em estabelecer um canal regular de comunicação entre os juízes auxiliares dos tribunais da região Norte, para aproximar as instituições, realizar o compartilhamento de iniciativas e firmar parcerias.

Emanuelly Silva Falqueto | Comunicação TJAC