Presidente do TJAC participa de posse do novo presidente do TRE-AC

Desembargador Francisco Djalma assumiu a presidência da Corte Eleitoral acreana pelo Biênio 2021-2023; o magistrado sucedeu a desembargadora Denise Bonfim no cargo

A desembargadora-presidente do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), Waldirene Cordeiro, prestigiou a posse, nesta quinta-feira, 12, do desembargador Francisco Djalma, no cargo de presidente do TRE-AC, durante o Biênio 2021-2023.

Prestigiaram a cerimônia, o corregedor-geral da Justiça, desembargador Elcio Mendes; os desembargadores Júnior Alberto e Laudivon Nogueira; além dos magistrado auxiliar da Presidência do TJAC Lois Arruda.

Também se fizeram presentes várias outras autoridades, como o representante do Governo do Acre, procurador Paulo Santos; a vice-prefeita de Rio Branco Marfisa Galvão, que na ocasião representou o prefeito Tião Bocalom; bem como o vice-presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Acre (ALEAC), dep. Jenilson Leite.

A Sessão Solene de Posse foi conduzida pelo vice-presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Acre e corregedor eleitoral, desembargador Luís Vitório Camolez, à ausência justificada da desembargadora Denise Bonfim, presidente da Corte Eleitoral durante o Biênio 2019-2021.

Ao realizar a saudação inicial ao novo presidente, o juiz eleitoral Armando Dantas Junior destacou as qualidades do novo presidente do TRE-AC.

“Um presidente gabaritado e vocacionado com a causa da Justiça. Sabe-se que o desafio não será fácil: aperto financeiro frente à necessidade de contratação de novos servidores e o mais árduo, mas também o mais satisfatório, que será a organização do pleito eleitoral do ano vindouro”, disse Armando Junior.

Já a presidente do TJAC, desembargadora Waldirene Cordeiro, falou da grande satisfação e alegria de participar da posse do colega, que, confia, fará uma Gestão eficiente à frente do TRE-AC.

“Vivemos tempos difíceis na política nacional. Estar à frente da Corte Eleitoral nesse momento de crise, certamente será um grande, um enorme desafio. Não obstante, tenho plena convicção de que sua firmeza e determinação de sempre, no agir, deixará registros na Justiça eleitoral para o fortalecimento da democracia brasileira, aumentando a participação das mulheres na política e a eficiência dos serviços”, ressaltou a desembargadora-presidente.

O novo presidente do TRE-AC, por sua vez, destacou a honra em presidir o Tribunal Regional Eleitoral do Acre, com o compromisso de dar continuidade aos esforços da Justiça especializada.

“E o faço atuando sob o viés democrático e participativo, buscando sempre uma Gestão fundamentada por diretrizes que considero essenciais diante do contexto histórico atual. Esse grande projeto deve ser construído sobre três grandes pilares: a legalidade, a transparência e a segurança dos atos, processos e informações do pleito que se avizinha”, disse o novo presidente do TRE-AC.

Assessoria | Comunicação TJAC