Em três dias, Projeto Cidadão esgota agendamentos para casamento

Inscrições para a I Edição de Conversão Coletiva de União Estáveis em Casamentos foram realizadas por telefone, em razão da pandemia

Um grande sucesso. É o que se pode dizer das inscrições para a I Edição Coletiva para Conversão de Uniões Estáveis em Casamento do Projeto Cidadão. A ação é direcionada a famílias de baixa renda de Rio Branco.

As 300 vagas disponibilizadas foram preenchidas em apenas três dias, tamanha a procura pelo serviço, no qual os cartórios de registro de pessoas naturais de Rio Branco arcam com os custos das taxas estabelecidas em lei.

As equipes realizam agora as análises das documentações dos casais, na ordem de agendamento, por dia, para não haver aglomerações. Também foi realizada uma lista de espera com os nomes dos casais que ligaram, mas já não havia mais vagas.

“A ação foi um sucesso. Nós estamos muito felizes e só temos a agradecer essa confiança da população. Apenas três dias e já esgotamos as senhas. Vale lembrar que essa é nossa primeira edição neste formato e posso dizer que a procura foi grande. Agora é esperar que todos casais sejam atendidos e saiam dos cartórios já casados, tudo isso facilitado por essa parceria do Tribunal de Justiça com os cartórios de registro civil das pessoas naturais”, disse a supervisora do Projeto Cidadão Lenice Lima.

De acordo com a supervisora, a ideia é de que seja feita, em momento ainda a ser definido, em razão das restrições sanitárias em vigor, uma Live nas redes sociais do Tribunal de Justiça do Acre ou na plataforma Google Meet, para comemoração simbólica das 300 uniões.

O Projeto Cidadão existe há 26 anos e já realizou mais de 50 mil casamentos no Acre durante esse período. Atualmente é coordenado pela desembargadora Eva Evangelista, decana do TJAC.

Assessoria | Comunicação TJAC