Desembargadores são designados para a função de gestores de metas

Os desembargadores designados devem traçar procedimentos destinados ao cumprimento das Metas Nacionais do Poder Judiciário levando em consideração a missão de atribuir a máxima eficiência operacional e a melhoria contínua da prestação jurisdicional

Em portaria conjunta publicada na edição desta segunda-feira, 22, do Diário da Justiça Eletrônico, a Administração do Tribunal de Justiça do Acre designou alguns desembargadores para a função de gestores de metas.

Na função, os desembargadores designados devem traçar procedimentos destinados ao cumprimento das Metas Nacionais do Poder Judiciário levando em consideração a missão de atribuir a máxima eficiência operacional e a melhoria contínua da prestação jurisdicional e demais serviços postos à disposição da população.

O desembargador Roberto Barros foi designado para as Metas 1, 2, 3, 4 e 6 do 2º Grau; o desembargador Elcio Mendes para as Metas 1, 2, 4 e 6 do 1º Grau; a desembargadora Denise Bonfim para as Metas 1 e 2 no Juizado Especial Cível, Meta 3 do 1º Grau e Meta 9; a desembargadora Eva Evangelista para a Meta 8. A portaria traz ainda o juiz de Direito Alesson José Santos Braz para as Metas do ENASP.

Compete aos gestores de metas representar o Tribunal de Justiça perante o Conselho Nacional de Justiça, podendo indicar, conforme a conveniência ou a necessidade, servidores para participarem de eventos e reuniões relacionadas às metas; encaminhar às unidades judiciais e administrativas os relatórios mensais acerca do cumprimento das metas pelos magistrados e servidores; acompanhar a aplicação das medidas previstas nesta portaria e adotar providências complementares necessárias ao cumprimento das metas, inclusive, aquelas que dependam de normatização e/ou dispêndio financeiro; participar mensalmente das reuniões de avaliação do cumprimento das metas; provocar o Comitê Gestor da Tecnologia da Informação nos casos de sua competência. Parágrafo único.

Os gestores serão auxiliados pelo Núcleo de Estatística e Gestão Estratégica (NUEGE), pela Diretoria de Tecnologia da Informação (DITEC), pela Gerência de Fiscalização Judicial da Corregedoria- -Geral da Justiça e demais órgãos do Poder Judiciário do Estado do Acre, nas esferas de suas respectivas atribuições.

As unidades administrativas e judiciais disponibilizarão, até o dia 10 de cada mês, os dados estatísticos obrigatórios, para que o Núcleo de Estatística e Gestão Estratégica consolide os relatórios e os envie ao Conselho Nacional de Justiça, observando o seu prévio encaminhamento aos gestores.

Veja as Metas Nacionais do Poder Judiciário

Assessoria | Comunicação TJAC