Iniciada mobilização para 14ª edição da Semana Justiça pela Paz em Casa

Campanha visa ampliar a efetividade da Lei Maria da Penha e ocorrerá de 19 a 23 de agosto.

A coordenadora estadual das Mulheres em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Poder Judiciário Acreano, desembargadora Eva Evangelista, iniciou a mobilização para a 14ª edição da Semana Justiça pela Paz em Casa, que ocorrerá de 19 a 23 de agosto. A campanha é promovida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), três vezes ao ano, em parceria com os Tribunais de Justiça estaduais, desde 2015.

Em visita ao município de Bujari, distante 25 km de Rio Branco, nesta terça-feira, 23, a desembargadora-coordenadora reuniu a Rede de Proteção à Mulher local para iniciarem as tratativas de atividades para a campanha. A ideia é que seguir o modelo similar executado em Rio Branco, com campanhas educativas em escolas e instituições.

“Nossa finalidade é fortalecer a Rede de Proteção à Mulher em todo o Estado. Trabalhar as ações educativas, preventivas e mobilizar a sociedade sobre a gravidade da violência doméstica e a importância de denunciar. O Judiciário tem trabalhado de maneira árdua nesses processos e dado resposta à população, principalmente às vítimas”, disse a desembargadora- coordenadora.

As Semanas Justiça Pela Paz em Casa visam ampliar a efetividade da Lei Maria da Penha (Lei n. 11.340/2006), concentrando esforços no julgamento dos casos de feminicídio e no andamento dos processos relacionados à violência contra a mulher.

Na oportunidade, a desembargadora-coordenadora tratou da integração entre os poderes para o combate à violência doméstica, das atividades promovidas pela Rede de Proteção à Mulher, casos de violência doméstica no Brasil e no Estado do Acre, ações do programa Justiça e Cidadania, Justiça Comunitária e início das tratativas para a realização do Projeto Cidadão em Bujari.

Postado em: Galeria, Notícias | Tags:, ,

Fonte: Atualizado em 25/07/2019