ESJUD promove curso de formação inicial para juízes substitutos empossados no tribunal acreano

Os princípios pedagógicos têm como pressupostos a ética e o humanismo, presentes nos processos formativos, e a prática jurisdicional como ponto de partida e de chegada

A Escola do Poder Judiciário (Esjud) tornou público o edital n° 64/2022, sobre a realização do curso de formação inicial para magistrados. Participarão das atividades os 15 juízes aprovados no concurso para o ingresso na carreira da magistratura do Estado do Acre.

A diretora da Esjud, desembargadora Regina Ferrari, assinalou que a ação representa um momento de integração ao contexto da magistratura. “Além do desenvolvimento de competências específicas de natureza técnica, típicas do ‘saber conhecer’ e do ‘saber fazer’ a atividade jurisdicional, a formação oportuniza uma rica interação com as magistradas e magistrados mais experientes. Além da imersão em vivências e situações típicas da atuação do juiz substituto, o que irá impactar na construção do ‘saber ser’ de um juiz autônomo, crítico e ativo diante da realidade apresentada”, afirmou Ferrari.

A metodologia do treinamento contempla desde exposições dialogadas e estudos de caso, até práticas simuladas, oficinas e visitas técnicas, visando a articulação dos saberes e competências. A carga horária será de 524 horas e a aula inaugural será realizada no próximo dia 12 de dezembro.

O cronograma contempla cinco módulos, sendo: módulo nacional da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam), eleitoral, integração, local e prática supervisionada. A ação educativa ocorrerá presencialmente na Esjud e também nas unidades judiciárias. O encerramento está previsto para março de 2023.

Miriane Teles | Comunicação TJAC