Desembargador participa do IV Encontro de Ouvidores Judiciais

O desembargador Júnior Alberto destaca que a Ouvidoria é o canal de comunicação da sociedade com a Justiça Acreana e que encontros como esse são fundamentais para troca de experiências em boas práticas

O ouvidor do Tribunal de Justiça do Acre, desembargador Júnior Alberto, participou, em São Paulo, do IV Encontro de Ouvidores Judiciais, realizado nos dias 23 e 24 de junho. O evento aconteceu no Salão do Júri do Palácio da Justiça e tem o apoio da Associação Paulista de Magistrados (Apamagis).

A programação contou com painéis sobre conquistas e desafios deste canal de comunicação. Deste modo, a amplitude judicial, extrajudicial e nos tribunais superiores foi contemplada pelas palestras: “A Ouvidoria nas cortes superiores”, “A Justiça do Trabalho e o papel da Ouvidoria Judicial”, “Os cartórios extrajudiciais e os reflexos da Ouvidoria”, “Resolução do CNJ n° 432/21” e a “Ouvidoria Nacional da Mulher e os canais de comunicação – função e efetividade”. 

O desembargador Júnior Alberto destacou que a Ouvidoria é o canal de comunicação da sociedade com a Justiça Acreana e que encontros como esse são fundamentais para troca de experiências e compartilhamento de boas práticas. “É fundamental aprimorar o nosso trabalho, e esse encontro objetiva exatamente essa reflexão. A Ouvidoria é um serviço posto à disposição do cidadão para que tire suas dúvidas, reclame, denuncie, elogie ou apresente sugestões sobre os serviços prestados pelo Judiciário e as demais atividades por ele desenvolvidas”, disse.

O encerramento foi marcado pela II Reunião da Rede de Ouvidorias Judiciais, com o ouvidor nacional do Conselho Nacional de Justiça, Luiz Fernando Bandeira de Melo Filho e pela reunião do Colégio de Ouvidores Judiciais (Cojud), em ambas foi reafirmada a importância de contribuir para o aprimoramento dos processos e serviços do Poder Judiciário, bem como dar uma resposta qualificada ao cidadão. 

*Com informações do TJSP

Ana Paula Batalha | Comunicação TJAC