Projeto Cidadão realiza atendimentos e casamento coletivo no Rio do Crôa na quarta-feira, 29

Atividades do Projeto Cidadão retornam, com todos dos cuidados à saúde, com apoio do Estado do Acre e Município de Cruzeiro do Sul, levando serviços médicos, assistência social e o casamento coletivo.

O Projeto Cidadão do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC) faz parte da história do Estado há 26 anos. Poder acessar serviços de emissão de documentos, assistência social, consultas jurídicas, em locais onde esses atendimentos públicos não estão estabelecidos, são alguns dos exemplos de como essa ação humanitária encabeçada pela Justiça acreana afeta a vida dos moradores do Acre, contribuindo com a história de cada pessoa e cada local, seja nas periferias urbanas, nas reservas ambientais, aldeias indígenas ou nas comunidades ribeirinhas, onde passou.

Então, escrevendo mais capítulo dessa história, depois de mais de um ano sem realizar edições presenciais, em função da pandemia da COVID-19, na quarta-feira, 29, o Projeto Cidadão retorna com alguns atendimentos presenciais, no Rio do Crôa, em Cruzeiro do Sul.

A ação que visa beneficiar a comunidade ribeirinha e os colonos da região, está ocorrendo com a parceria do Estado do Acre do e da Prefeitura Municipal de Cruzeiro do Sul, assim como, da empresa Marlene Festas, com a decoração e também dos proprietários do local onde acontece a ação. Assim, serão disponibilizados serviços de saúde, assistência social, orientações jurídicas e o casamento coletivo. A previsão é que sejam oficializadas a união de 20 casais.

Convênios

Mesmo com a suspensão dos atendimentos, por causa da pandemia da COVID-19, em 2021, a gestão do TJAC, por meio da coordenação do Projeto Cidadão e da Secretária de Programas Sociais, conseguiu a aprovação junto ao Ministério da Justiça e Segurança Pública de dois convênios para realizar o projeto em outros municípios no interior do estado.

Além desse atendimento em Cruzeiro do Sul, que acontece como parte da programação do aniversário de 117 anos da segunda maior cidade do acreana, estão previstas edições em Sena Madureira, Manoel Urbano, Mâncio Lima, Assis Brasil, Tarauacá, Feijó e Santa Rosa do Purus

 

26 anos de serviços

Instituído em 1995, pelo Judiciário do Acre, o Projeto Cidadão está há 26 anos buscando garantir cidadania, levando as populações em situação de vulnerabilidades, ribeirinhos, indígenas acesso à documentação, consultas e serviços médicos, atendimentos jurídicos, casamento coletivo e outros serviços.

A ação engaja diversos parceiros e instituições públicas em prol das pessoas que precisam de certidão de nascimento, RG, CPF e outros serviços públicos, mas não tem condições, sejam financeiras ou por questões geográficas de acessarem esses atendimentos que tem direito.

Dessa forma, o Projeto Cidadão leva à Justiça até as pessoas que precisam, aproximando e estabelecendo vínculos com a população em função da cidadania e garantia de direitos

Emanuelly Falqueto | Comunicação TJAC