Escola do Poder Judiciário terá Núcleo de Pesquisas Jurídicas

Desde 2013, a Esjud é responsável pela promoção da formação, aperfeiçoamento e especialização dos magistrados e servidores do Poder Judiciário

A Escola do Poder Judiciário (Esjud) aprimora sua estrutura com a instituição do Núcleo de Pesquisas Jurídicas. A novidade – publicada na edição n° 6.817 do Diário da Justiça Eletrônico (pág. 103), desta segunda-feira, dia 26 –  permitirá que a competência da unidade de ensino alcance e ampare pesquisas acadêmicas e científicas.

A desembargadora Regina Ferrari, diretora da Esjud, enfatizou as novas diretrizes abarcadas pela sua gestão: “a educação fluirá para atender a exigência de conhecimento e de capacitação permanente dos magistrados e servidores como fundamento do direito dos jurisdicionados e da sociedade em geral à obtenção de um serviço de qualidade na administração de Justiça”.

Para tanto, foi constituído um grupo de trabalho com os magistrados: Andrea Brito, Danniel Bomfim, Raimundo Maia, Hugo Torquato, Robson Aleixo e Rosinete Reis. Tanto o coordenador, juiz de Direito Hugo Torquato, quanto toda a equipe abraçaram a missão com entusiasmo, tendo em vista que toda a instituição também se renovará com a produção e disseminação de conhecimentos.

 

Assessoria | Comunicação TJAC