Coordenadora da Infância e da Juventude do TJAC visita Educandário Santa Margarida

Vistoria teve a finalidade de discutir a situação no local, o protocolo de acolhimento e outras demandas.

A coordenadora da Infância e da Juventude (CIJ) do Poder Judiciário Acreano, desembargadora Regina Ferrari, iniciou visitação a abrigos, nesta quarta-feira, 3, para traçar meios de agilizar os feitos judiciais e reduzir o tempo em que a criança permanece nessas instituições. O Educandário Santa Margarida foi o primeiro a ser visitado.

Acompanhada da juíza-auxiliar da Presidência, Andréa Brito, e da juíza Isabelle Sacramento, a desembargadora-coordenadora se reuniu com a equipe da coordenação do abrigo para discutirem a situação no local, o protocolo de acolhimento e outras demandas levantadas durante a primeira reunião da CIJ, realizada semana passada com toda a rede de proteção.

O fortalecimento de algumas campanhas também foi pauta da reunião como, por exemplo, o Projeto Padrinhos, cuja finalidade é promover a participação de pessoas que não têm interesse na adoção ou guarda, mas que desejam ‘apadrinhar’ algumas das crianças e adolescentes que esperam um lar nas instituições de acolhimento.

O padrinho ou a madrinha, por exemplo, torna-se uma referência na vida da criança, mas não recebe a guarda, pois o guardião continua sendo a instituição na qual a criança está inserida.

Outro projeto de grande interesse é o Família Acolhedora, onde prevê que uma família acolha a criança ou o adolescente afastado da convivência com seus pais ou responsáveis em sua residência, até que eles sejam reinseridos em sua família ou devidamente adotada.

Atualmente, o Educandário Santa Margarida abriga 42 crianças. A equipe de coordenação associa essa grande quantidade ao aumento de famílias vítimas de drogadição.

Postado em: Galeria, Notícias | Tags:

Fonte: Publicado em 04/04/2019