TJAC e Governo do Estado prorrogam convênio para Justiça Volante

Serviço da Justiça Volante foi instalado desde o ano de 1995 no âmbito do Judiciário Acreano, sendo contabilizados milhares de atendimentos.

O Tribunal de Justiça do Acre e o Governo do Estado celebraram Termo Aditivo, na sexta-feira (27), no Gabinete da Presidência, prorrogando por mais um ano o Convênio de Cooperação Técnica referente à Justiça Volante. Assinaram pelo TJAC, a desembargadora-presidente Cezinete Angelim, e pelo Executivo Estadual, o diretor-geral do Detran/AC, Pedro Longo.

Também compareceram ao ato, a juíza-auxiliar da Presidência, Mirla Regina; a diretora-administrativa e financeira do Detran/AC, Alana Carolina; o assessor Leonardo das Neves, representando a Secretaria de Segurança Pública, e o diretor de Gestão Estratégica do TJAC, William Abud.

assinatura_justica_volante_tjac_2

Na oportunidade, Cezarinete Angelim enfatizou que essa parceria entre o Poder Judiciário e o Governo do Estado consiste em pacificar o trânsito, ao mesmo tempo em que aproxima a Justiça da sociedade, “dando prioridade ao bom atendimento e à celeridade aos processos”. Ao longo de dois anos de gestão, segundo ela, foram mais de cem parcerias, o que lhe possibilitaram otimizar recursos e intensificar ações em prol da coletividade.

A desembargadora-presidente fez questão de lembrar a implantação da Justiça Volante no âmbito do Judiciário Acreano, no ano de 1995, atribuindo ao Estado do Espírito Santo, “o modelo mais moderno”, o espelho para o projeto ser implantado no Estado do Acre. “Nesses 20 anos, o nível de sucesso e profissionalismo alcançados pela Justiça Volante acreana, uma das primeiras a serem implantadas no País, nos orgulha”.

assinatura_justica_volante_tjac_1

O diretor-geral do Detran-AC, Pedro Longo, destacou a importância do serviço prestado à sociedade pela Justiça Volante, que visa sempre à segurança das pessoas que diariamente transitam pelas ruas e estão sujeitas a acidentes. Ele enfatizou também o diagnóstico que se proporciona, por meio de estudos técnicos, com consequente repercussão na sinalização de trânsito, para melhoria desse sistema.

No interior do Estado, o serviço da Justiça Volante atende os municípios de Cruzeiro do Sul ( desde setembro de 2015), e Brasiléia (desde outubro 2016).

Sobre a Justiça Volante

Com a Justiça Volante a população acreana é amparada nesses momentos de conflito e transtorno, que são os acidentes de trânsito, para promoverem a solução pacífica, amigável, rápida da questão. Assim, o Poder Judiciário vai até o cidadão e também promove a prevenção de conflitos empregando a conciliação, atitudes que concretizam a filosofia de trabalho da atual Gestão do Tribunal (biênio 2015-2017), alinhada ao modelo da Justiça do Terceiro Milênio.

Para acionar o serviço, basta que os cidadãos da Capital liguem para o telefone do Jtran que é 9985-2750 ou no 190, que uma viatura da Justiça Volante se dirigir até o local do acidente. O atendimento da Justiça Volante é totalmente gratuito e funciona de segunda a segunda na Comarca de Rio Branco, das 7h às 22h.

Sem o atendimento da Justiça Volante, os casos de acidentes de trânsito podem tramitar por vários meses na Justiça comum. Como, por vezes, os veículos não são apenas uma forma de transporte, mas também instrumento de trabalho dos cidadãos, com a mediação do Jtran é garantido à rapidez na resolução do conflito, e assim evitados maiores danos.

Postado em: Notícias | Tags:,

Fonte: Publicado em 30/01/2017