Inclusão social: TJAC integra agenda especial de cidadania com diversas ações na Cidade do Povo

Desembargadora Eva Evangelista participa de evento que teve a participação de outras instituições, com diversas atividades como atendimentos jurídicos e na área de saúde. 

A coordenadora Estadual das Mulheres em Situação de Violência Doméstica e Familiar, desembargadora Eva Evangelista, participou de uma agenda de inclusão social, com a promoção de uma série de ações de cidadania e de caráter social na Cidade do Povo. As atividades também marcaram de forma oficial o encerramento da campanha “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra a Mulher”.

Centenas de pessoas foram atendidos, com acesso gratuito a diversos serviços, que demonstram a preocupação do Poder Judiciário Acreano em ir além da jurisdição, promovendo o bem de toda a sociedade.

A ação, que contou com a parceria do Governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Políticas para as Mulheres (SEPMulheres), além de vários outros órgãos e instituições públicas e privadas, aconteceu na escola Raimunda Silva Pará, na Cidade do Povo, em clima de alegria e ativismo contagiante em prol do fim da violência de gênero (que ocorre quando a vítima é agredida por sua condição feminina).

Também estiveram presentes a juíza de Direito Shirlei Hage (Vara de Proteção à Mulher da Comarca de Rio Branco) e sua equipe de assessores, bem como a secretária de Estado Concita Maia, além de representantes da Associação Brasileira de Mulheres de Carreira Jurídica (Comissão Estado do Acre), da Casa Rosa Mulher (Lar Abrigo), da Comissão da Mulher Advogada da OAB/AC e da Defensoria Pública Estadual (DPE), do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AC) e do Rotary Club Rio Branco.

Foram realizados atendimentos da Justiça Eleitoral, expedição de CPF por meio do Projeto Cidadão (em parceria com o Incra), orientações jurídicas por meio do Programa Justiça Comunitária, palestra educacional (equipe Vara de Proteção à Mulher), além de testes rápidos de saúde, atendimentos médicos e odontológicos, maratona de escovação, dentre várias outras atividades.

A desembargadora Eva Evangelista, que também é decana do Tribunal de Justiça do Acre, se disse muito feliz por participar da atividade. A magistrada destacou o compromisso do Judiciário Acreano com o fim da violência contra as mulheres nas famílias e na sociedade.

“É uma grande felicidade podemos estar aqui, pois a gente vê a gratidão nos olhos das pessoas. Esse é um trabalho extremamente prazeroso, podermos estar todos reunidos, Poder Judiciário, Defensoria Pública, OAC, com os demais atores da rede de proteção, conversando com as mulheres sobre a questão da violência doméstica e familiar”, destacou a decana do TJAC.

Para a moradora da Cidade do Povo Rosilene da Silva Pires, que é mãe do pequeno Pablo, de três anos de idade, mais ações dessa natureza seriam benvindas, principalmente considerando-se a distância do conjunto habitacional até o centro de Rio Branco e os gastos com deslocamentos.

“Eu achei muito bom porque aqui é muito mais perto de casa. Se não fosse (essa ação), eu ia ter que ir lá na OCA (Central de Serviço Público), pagar ônibus para ir e para voltar e ainda ia perder um bom tempo. Então foi muito boa a ideia”, considerou a moradora.

As atividades aconteceram durante toda uma manhã e início do sábado (16), e a perspectiva é de que outras agendas como essa ocorram no ano de 2018.

Assessoria | Comunicação TJAC