Desembargadores Waldirene Cordeiro e Laudivon Nogueira prestigiam 2º Prêmio de Jornalismo da Aleac

Presidente da Casa Legislativa elogiou a presença de membros do Tribunal de Justiça pela construção do diálogo institucional e busca permanente de parcerias.

A desembargadora Waldirene Cordeiro prestigiou a edição do 2º Prêmio de Jornalismo da Assembleia Legislativa do Estado do Acre (Aleac). O evento foi realizado no AFA Jardim, na noite dessa quinta-feira (23).

A corregedora geral da Justiça representou a desembargadora-presidente Denise Bonfim na atividade, que também teve a presença do desembargador Laudivon Nogueira.

O presidente, e o primeiro-secretário da Mesa Diretora da Aleac, deputados Ney Amorim e Manoel Moraes, respectivamente, estiveram presentes; bem como a promotora de Justiça Joana D’arc, representante do Ministério Público Estadual; Rodrigo Forneck e Elzinha Mendonça, vereadores, pela Câmara Municipal.

O presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Acre (Sinjac), Victor Augusto, também abrilhantou a programação.

A festividade teve início com os discursos, sucedidos pela entrega de cheques simbólicos e troféus aos vencedores em quatro categorias: Jornalismo Impresso, Telejornalismo, Radiojornalismo e Webjornalismo – cuja soma das premiações totalizou o aporte de R$ 36 mil.

“O 2º Prêmio de Jornalismo Legislativo Acreano traz um significado que vai muito além dos troféus. Trata-se do reconhecimento aos profissionais da imprensa, cujo trabalho dá visibilidade às ações e projetos desta Instituição. Essa atividade afeta diretamente também o dia-a-dia das pessoas, e colabora para o conhecimento dos direitos essenciais dos cidadãos”, assinalou a desembargadora Waldirene Cordeiro.

Ao destacar a mensagem de apoio à iniciativa por parte da desembargadora Denise Bonfim, a corregedora geral da Justiça lembrou a importância dos jornalistas no contexto amazônico. “São vocês que dão voz e vez aos mais distantes, que estão em Santa Rosa do Purus ou em Jordão, aos indígenas, aos que mais precisam do acesso à informação”, disse.

 

De acordo com a Comissão do Prêmio, o intuito é divulgar e estimular o trabalho dos jornalistas que cobrem as atividades do Poder Legislativo, além de incentivar a divulgação das leis, bem como a sua aplicação.

Waldirene Cordeiro lembrou ainda que essa ação propicia maior aproximação entre a Assembleia Legislativa e a sociedade. “É preciso demonstrar a contribuição do legislativo para a comunidade em suas diversas áreas de atuação e a prestação de serviços que atendam os anseios da população”, finalizou, ao elogiar os deputados Ney Amorim e Manoel Moraes, pela idealização do projeto.

Outras falas e premiação

“Os jornalistas correm atrás das notícias, literalmente, e levam a melhor informação em diversos meios e canais sobre os fatos e acontecimentos do nosso Estado, dando o conhecimento e a repercussão necessários. Não por acaso, são tidos como o quarto poder. Merecem, portanto, o incentivo e a devida valorização. Parabéns a todos vocês”, frisou o desembargador Laudivon Nogueira.

“A imprensa tem sido muito correta conosco. Temos procurado quebrar as barreiras para chegar mais perto do povo, e a imprensa é fundamental para isso. O ato de divulgar, e também criticar, são construtivos, nos ajudam a melhorar. Meu sentimento é de gratidão em ter aqui a presença ilustre de dois membros do Tribunal de Justiça do Acre, cuja Administração tem sido em exemplar no diálogo institucional, harmonia, e na busca permanente por parcerias destinadas ao bem comum”, enalteceu o deputado Ney Amorim.

Após os pronunciamentos, houve a entrega da premiação aos jornalistas – organizada pelas categorias, com bastantes registros fotográficos – seguida pela apresentação de uma banda musical.

Postado em: Notícias | Tags:

Fonte: Publicado em 24/11/2017