Corregedoria avança com correições pelo interior do Estado

Atividade visa acompanhar o regular trâmite das Serventias Extrajudiciais, bem como assegurar julgamentos em prazo razoável, no caso das unidades judiciárias.

Com o intuito de fiscalizar as tarefas das Serventias Extrajudiciais, para garantir a melhoria dos serviços prestados à população, a Corregedoria Geral da Justiça (Coger) realizou correições ordinárias em diversos municípios pelo interior do Estado. Cruzeiro do Sul, Rodrigues Alves, Mâncio Lima, Porto Walter e Marechal Thaumaturgo foram beneficiados pelo trabalho durante todo esse mês de agosto.

Além disso, a equipe liderara pela desembargadora Waldirene Cordeiro, corregedora geral da Justiça, também realizou visitas técnicas às unidades judiciárias.

 

No caso de Porto Walter e Marechal Thaumaturgo, foram vencidas as dificuldades de acesso e o isolamento geográfico – já que somente se chega a essas localidades de barco ou avião. “É um esforço concentrado para se levar para quem está mais distante e mais precisa os melhores serviços do Poder Judiciário Estadual. O êxito desse trabalho muito se deve à equipe de servidores que atua na Corregedoria, e aos profissionais que nos receberam nas comarcas e nas serventias”, explicou a desembargadora.

O calendário de Correição Geral Ordinária segue até o final deste ano de 2017 (veja aqui), incluindo as Comarcas de Entrâncias Inicial e Final, Turmas Recursais, Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc), além dos Serviços Notariais e Registrais do Estado do Acre.

Os procedimentos são conduzidos pela própria corregedora geral, muitas vezes acompanhada pelo juiz-auxiliar da Corregedoria, e da equipe técnica do setor.

 

Embora o procedimento de correição seja rotineiro, busca fiscalizar as tarefas nas unidades, além de serem observadas a infraestrutura, a qualidade dos serviços, o atendimento, dentre outros pontos. Também são esclarecidas possíveis dúvidas dos juízes e é verificado o cumprimento dado às orientações emanadas pela Corregedoria Geral da Justiça.

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Atualizado em 16/10/2017