TJAC lança nesta sexta-feira (26) o Projeto “Leis Alimentares: Justiça com qualidade de vida”

Objetivo é promover práticas de ações de educação alimentícia e nutricional, avaliação física e anamnese (histórico) dos profissionais.

A atual gestão do Tribunal de Justiça do Acre lança nesta sexta-feira (26) o Projeto “Leis Alimentares: Justiça com qualidade de vida”, cujo intuito é o de promover práticas de ações de educação alimentícia e nutricional, avaliação física e anamnese (histórico) dos profissionais. A solenidade será conduzida pela desembargadora-presidente Cezarinete Angelim, na sala de aula da Escola do Poder Judiciário (Esjud), às 9h30min.

A ação é destinada à qualidade de vida de magistrados e servidores, e está sendo implementada em parceria com a Universidade Federal do Acre (Ufac) – com a qual o Tribunal firmou termo de cooperação técnica -, cujos profissionais realizarão atividades de Avaliação e Educação.

inauguracao-restaurante-servidor-tjac-jun16-5

Ainda é possível participar do projeto, sendo que os interessados deverão fazer inscrição no Espaço Saúde (Sede Administrativa do TJAC), ou através do número de celular (68) 99985-6513, falar com Rosângela Raulino – gerente de Qualidade de Vida do Tribunal.

Trata-se de relevante ação da Administração do Tribunal de Justiça, que irá beneficiar os profissionais que atuam no Judiciário Acreano, inclusive lhes oferecendo a possibilidade de acessar esses serviços de nutrição, saúde e bem-estar (que são sempre muito caros), gratuitamente.

“Continuaremos trabalhando com afinco pela humanização do Judiciário Acreano, para que magistrados e servidores possam atuar de modo mais eficiente em seus respectivos setores e unidades, com mais qualidade de vida e, sobretudo, viver bem, para servir melhor à população”, assinalou desembargadora Cezarinete Angelim, presidente do TJAC.

A iniciativa também contemplará atividades com palestras educativas, as quais buscam gerar uma consciência preventiva quanto aos agravos das doenças crônicas não transmissíveis.

Gerente de Normas e Jurisprudência do Tribunal, a servidora Giuliana Evangelista falou sobre o significado da medida que está sendo colocada em prática. “Ressalto a importância do projeto, cujo objetivo é incentivar os servidores a ter uma melhor qualidade de vida, com uma alimentação saudável e a prática de exercícios diários. Isso reflete a preocupação e o cuidado da atual gestão com todos nós profissionais da Justiça”, disse.

Thomas Igor, que atua na Diretoria de Gestão de Pessoas (Dipes), e já se inscreveu no “Leis Alimentares: Justiça com qualidade de vida”, considerou que se trata “de um grande investimento e oportunidade, que o servidor tem de aproveitar para ter um maior bem-estar físico e mental, e viver melhor”.

A meta principal é identificar e atender pelo menos 80% dos servidores que estejam acima do peso. Os encontros serão semanais e realizados na Esjud.

convite-projeto-leis-alimentares-ago16

Principais objetivos

Evidenciar a importância de uma alimentação saudável, definindo nutrientes e grupos de alimentos;

Permitir aos participantes do projeto, uma reflexão crítica das questões alimentares contemporâneas;

Atuar como agente multiplicador das ações de educação alimentar a nível laboral e familiar.

Programa Qualidade de Vida

Colocando a saúde e o bem-estar como prioridades, a atual gestão do Tribunal de Justiça do Acre implantou o Programa Qualidade de Vida.

O Programa, desde seu lançamento, em abril de 2015, desenvolve diversas atividades, ações e atendimentos que priorizam o bem-estar e a saúde dos magistrados e servidores. Essa iniciativa, inovadora no âmbito do Poder Judiciário Acreano, é fruto da filosofia implantada pela desembargadora Cezarinete Angelim para o Biênio 2015/2017, que tem como uma das prioridades o aspecto ético da alteridade, do olhar o outro em sua integralidade, da solidariedade e da justiça fraterna.

Centro Médico e Espaço Saúde, com atendimentos médico, odontológico, psicológico, além de enfermagem, fisioterapia, ginástica laboral são alguns dos serviços ofertados pelo Programa. Assim, oferecendo espaços e profissionais capacitados para cuidar da saúde e bem-estar dos magistrados e servidores, o TJAC visa proporcionar condições mais dignas de trabalho, bem como tratamento mais respeitoso e de integralidade da atenção. A melhoria do nível de qualidade de vida, de maior acolhimento e de práticas mais humanizadas são metas permanentemente buscadas pela gestão.

Dentre as ações, destacam-se a ginástica laboral, executada em diversos setores da Sede Administrativa do TJAC e nas demais unidades judiciárias da Comarca da Capital, bem como os serviços ofertados em atividades comemorativas como durante as semanas alusivas ao Dia dos Pais e ao servidor público, quando, nesta última, foi realizada a 1ª Corrida Pela Vida. Não menos importante foi o Arraial do Tribunal de Justiça, realizado em julho do ano passado, na Sede Administrativa do TJAC.

Ações de promoção à saúde e prevenção foram realizadas durante o Outubro Rosa e Novembro Azul. Já durante a 2ª edição da Campanha “Justiça Pela Paz em Casa” foram oferecidos, no Fórum Criminal Desembargador Lourival Marques Oliveira, aferição de pressão arterial, testes rápidos de glicemia e massagens antiestresse.

Postado em: Notícias | Tags:,

Fonte: Atualizado em 25/08/2016