Presidente do TJ implanta o SAJ em Acrelândia

A interiorização do Sistema de Automação da Justiça (SAJ) deixou de ser apenas uma proposta para se tornar realidade na administração do desembargador Samoel Evangelista no Tribunal de Justiça do Acre. Sexta-feira, mais uma unidade judicial do Estado, a do município de Acrelândia, foi integrada ao sistema, um dos mais modernos e eficientes em uso na justiça brasileira. Ao assumir a presidência do TJ, Samoel Martins Evangelista apresentou como uma de suas metas a interiorização do Sistema de Automação da Justiça (SAJ). A efetivação do sistema em Acrelândia, que contou com a presença do prefeito Vilceu Ferreira e da gerente de assistência jurídica para promoção da cidadania, Vanda Aparecida Ferreira Calaça, é a garantia da concretização da meta na região no Vale do Acre. O SAJ é uma ferramenta para facilitação do acesso aos processos via internet e para padronização dos serviços com a automação dos serviços cartoriais e gerenciamento dos processos judiciais. Em seu discurso Acrelândia, Samoel Martins Evangelista disse que uma as principais vantagens do SAJ refere-se aos altos ganhos de produtividade, assim como a redução de custos, padronização da informação, disponibilidade da informação, segurança e auditoria. Evangelista destacou ainda o empenho e o trabalho do juiz Edinaldo Muniz, titular da Comarca de Epitaciolândia que hoje atua em Acrelândia e Plácido de Castro, além do apoio fundamental do município, ao ceder servidores, para o bom funcionamento da Comarca. O presidente do TJ lembrou também o fato de que até 2004, apenas um servidor da comarca era do quadro efetivo do Tribunal e que neste mesmo ano apenas dois novos servidores foram efetivado. “Os demais servidores que aqui, oriundos do concurso de 2002,” disse, foram todos contratados na atual gestão. Entenda o SAJ O Sistema de Automação da Justiça é uma solução completa, especialmente desenvolvida para a informatização de Tribunais, Ministério Público e Procuradorias. Mais que automatizar procedimentos, o sistema apresenta alternativas de trabalho e fornece ferramentas de alta produtividade. Além de atender às necessidades particulares de cada instituição, o SAJ permite a integração das entidades que promovem a justiça. Até o início da gestão do desembargador Samoel Evangelista, o sistema funcionavam apenas na Justiça de 1º e 2º Grau da Capital, Rio Branco e na Comarca de Epitaciolândia. Desde o início de 2005, um forte investimento financeiro e estrutural vem sendo realizado pela administração para integrar o sistema às 15 Comarcas do interior do Estado. Na primeira etapa foram integrados todos os serviços de Rio Branco – Juizados Especiais Cíveis e Criminais, Justiça Itinerante, Juizado de Trânsito. Na segunda etapa foram iniciados os trabalhos de integração das Comarcas do Vale do Acre. Já estão em pleno funcionamento, o sistema de integração em Brasiléia, Capixaba, Acrelândia e Epitaciolândia. No próximo mês devem estar concluídos os serviços de integração das Comarcas de Xapuri e Senador Guiomard e até o final do ano a integração de Cruzeiro do Sul e Mâncio Lima, para em seguida serem efetivados os serviços em Bujari, Sena Madureira, Feijó e Tarauacá.

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 25/09/2006