Comarca de Feijó cumpre desafio da Meta 2 do Conselho Nacional de Justiça

Mais uma unidade judiciária do Tribunal de Justiça do Acre cumpriu a Meta 2 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Todos os processos na Comarca de Feijó distribuídos até dezembro de 2005, nas Varas Cível e Criminal, como também nos Juizados Especiais, foram julgados.

Durante a fase de triagem, realizada em agosto pela Corregedoria Geral da Justiça, foram identificados e incluídos na Meta 2 50 feitos, sendo 17 cíveis e 33 criminais.

De acordo com a Juíza de Direito Substituta Shirlei Menezes, que respondeu pela Comarca até o início deste mês de dezembro, já no mês de agosto foi estabelecido um planejamento para alcançar o desafio do CNJ, como definição de estratégias e ações que garantissem melhor aproveitamento do tempo e maior dinâmica na rotina de produção.

Também foram designadas audiências e, somente entre setembro e agosto, um total de 14 júris. O último feito foi julgado no dia 2 de dezembro. Os processos que existem anteriores a 2005 são de execução penal ou processos suspensos, os quais não estão inseridos na Meta 2.

“Acredito que minha passagem foi positiva, pois quando cheguei à Comarca de Feijó encontrei um grande desafio que foi o de lidar com todos os assuntos, todos os tipos de problemas, de causas, de processos, e desenvolver um trabalho que envolvesse não apenas os servidores, mas também a comunidade. Isso me trouxe muita experiência e me preparou para desafios maiores que possam vir pela frente. Também é importante destacar que nos empenhamos em cumprir a Meta 2 desde o começo, definindo objetivos e prioridades, que tornassem nossas ações eficientes”, avaliou a Juíza Substituta sobre o período em que esteve responsável pela unidade judiciária.

Ainda segundo Shirlei Menezes, o sucesso na unidade é resultado um trabalho que não poderia ser conduzido sem a parceria do Ministério Público e da Defensoria Pública e, principalmente, sem a dedicação dos servidores. A exemplo de José Osvanilson Gomes do Nascimento, escrivão substituto que acompanhou diretamente o andamento dos processos, todos se comprometeram para a efetivação de um Direito da sociedade assegurado pela Constituição: de ter seus processos na Justiça julgados num prazo razoável de tempo.

Atualmente, o Juiz de Direito Substituto Manoel Pedroga responde pela Comarca de Feijó.

Veja aqui a relação de servidores:

Aldenir Gomes de Paiva
Alyne Santos Damasceno
Annevaléria Costa de Souza Santos
Antonio Carlos de Lima Ferreira
Benedita da Silva Albuquerque Ferraz
Clay Clemente
Creuza Elídia Brasil
Cristina da Rocha Nunes de Souza
Darcleone dos Santos da Silva
Eder Clemente
Everton Carlos dos Santos
Francisco Adelino Rego
Francisco Cezário Braga
Francisco Macambira Gama
Gelson Moreira de Lima
Gerson Gomes Cahú
Igor Florentino Pimentel e Silva
Jean Carlo Lima Macambira de Oliveira
Joana Lima de Oliveira
José Arribamar Gomes Cordeiro
José Ildo Lima Gomes
José Maria Ferreira de Souza
José Osvanilson Costa do Nascimento
Jucélio Lima de Souza
Luciano Machado da Silva
Luis Cláudio Aires da Silva
Maria Concebida Maciel
Maria do Livramento Brasil
Maria Nair Cantiga de Araújo Gonçalves
Maria Sônia de Oliveira Rodrigues
Maria Vandi de Oliveira Portela
Michel Feitoza Mendonça
Pedro Abreu de Souza
Raimundo Ferreira Pinheiro
Rosa Maria de Souza Barbosa
Silma Giane Braga Castro
Ulisses Sebastião Penha dos Santos
Vandernilton Santos Souza
Gustavo de Oliveira Nascimento
Raquel Santos Oliveira
Rita Maria Brasil

Para mais informações sobre a campanha pela Meta 2 no Judiciário acreano, acesse o link especial sobre o tema disponível na página inicial do portal TJAC na Internet – www.tjac.jus.br.

 

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 07/12/2009