Poder Judiciário acreano inicia concentração de audiências e julgamentos de processos sobre questões ambientais

Atividade inicia nesta terça-feira, 1º, e segue até o dia 11 de junho em alusão à Semana do Meio Ambiente

Em alusão a Semana do Meio Ambiente, o Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), inicia nesta terça-feira, 1º, até o dia o dia 11 de junho, concentração de audiência de processos (cível e/ou criminal) que tratam sobre questões ambientais. A iniciativa inovadora pretende contribuir também quanto ao cumprimento da Meta 12, do Conselho Nacional da Justiça (CNJ), que é impulsionar os processos de ações ambientais.

A presidente do TJ do Acre, desembargadora Waldirene Cordeiro, enviou ofício aos juízes de Direito informando quanto às atividades voltadas para a Semana do Meio Ambiente na instituição, para ampliar as políticas sólidas no âmbito de todas as unidades do Poder Judiciário acreano, promover e intensificar a conscientização e as boas práticas para a preservação do meio ambiente.

Levando em consideração de que esforços sempre resulta em benefício social, a presidente solicitou que os magistrados incluam na pauta de audiências e julgamentos os processos de questões ambientais.

Para além dessa ação, no ofício, ela informa que a intenção é que todos possam maximizar as práticas que promovam sustentabilidade, a exemplo de racionalização do uso de copos descartáveis até a eliminação definitiva destes, redução do consumo de papel, redução do consumo de materiais diversos utilizados nas unidades judiciárias, dentre outras.

“Não podemos olvidar que diuturnamente precisamos nos conscientizar da necessidade premente de promovermos em qualquer espaço a preservação do meio ambiente, com habilidades e responsabilidades, de modo que, tanto as atuais gerações como as vindouras possam desfrutar de um ecossistema equilibrado e saudável”, diz trecho do ofício.

Assessoria | Comunicação TJAC