Rádio Justiça – Programação do dia destaca o Júri do ‘caso baiano’ em Rio Branco

Confira, a seguir, os destaques da programação da Rádio Justiça para hoje (22), terça-feira. Informamos que a programação segue o horário oficial de Brasília (DF), mas que a Rádio disponibiliza em seu site – www.radiojustica.jus.br – um acervo onde os usuários podem consultar, ouvir ou fazer o download dos programas de seu interesse.

Jornal da Justiça: O Julgamento de Hildebrando Pascoal pela Justiça Acreana

O Jornal da Justiça destaca nesta terça-feira (22) o julgamento de Hidelbrando Paschoal deve durar pelo menos mais três dias, segundo previsão do juiz Leandro Gross, titular do Júri de Rio Branco, no Acre. O ex-deputado é acusado de torturar e assassinar o mecânico Agilson Firmino dos Santos, em julho de 1996. O caso ficou conhecido como o crime da motosserra. Confira o Jornal da Justiça, entre 6h e 8h. A cada hora, os interessados também podem acompanhar os boletins sobre o caso. O repórter Fábio Salema e uma equipe da TV Justiça estão em Rio Branco fazendo a cobertura do julgamento.

Hora Legal: Projeto de Lei permite aos delegados promoverem conciliação

Associação Nacional dos Membros do Ministério Público defende mudanças no Projeto de Lei nº 5117/09, que permite aos delegados promoverem a conciliação, o julgamento e a execução de infrações penais de menor potencial ofensivo. Para o promotor Leonardo Marques, o PL fere a Constituição ao atribuir à Polícia tarefas que extrapolam e desviam suas funções. Confira os detalhes, na entre vista que ele concede ao Hora Legal, que ainda traz uma discussão sobre a propaganda em bens públicos e particulares, como pintar o muro e colocar foto em prédio. Será que isso é legal? A resposta está no Hora Legal desta terça-feira (22), às 8h.

Resolução de conflitos escolares em debate no Justiça em Movimento

Não são raras as notícias envolvendo violência nas escolas. Hoje, a mídia destaca o bullying e especialistas estudam estratégias para coibir a prática. Mas, nem sempre, trata-se da repetição ou continuidade da agressão. Há casos também, que começam como uma desavença na sala de aula e terminam na rua, no final da aula. Tanto num caso como no outro, o que será que vale: deixar que a diretoria tente resolver a questão ou levar o caso para a delegacia? Confira a resposta no Justiça em Movimento, nesta terça-feira (22), a partir das 10h40.

Obrigatoriedade do Serviço Militar é tema do Direito Direto

A Constituição brasileira determina o Serviço Militar obrigatório. Aos 18 anos, todo brasileiro do sexo masculino deve comparecer a uma Junta do Serviço Militar e se alistar. Quanto às mulheres, estão isentas em tempos de paz. Confira nesta edição, como funciona o alistamento militar, se a corporação leva em consideração o desejo do conscrito de servir ou não e até mesmo se a incorporação também é obrigatória. Direito Direto, nesta terça-feira (22), das 14h às 17h.

Espaço Forense debate o regime prisional e a progressão de pena

O Brasil adota o sistema de execução da pena privativa de liberdade na forma progressiva. Ou seja, o condenado, durante o cumprimento da pena, avança de um regime mais rigoroso, como o fechado, para um “menos rigoroso”, como o semi-aberto ou aberto. Entenda o regime prisional brasileiro e como funciona a progressão de pena nas entrevistas com especialistas, como a advogada e professora, Dra. Marisya Souza e Silva, autora do livro “Crimes Hediondos e Progressão de Regime Prisional. Espaço Forense, nesta terça-feira (22), a partir das 17h10.

Rufianismo é o tema da radionovela “O Rufião”

Marcão é um rufião que explora garotas de programa em uma casa de prostituição. Mas, ao se apaixonar pela professora Juraci, ele promete deixar de lado essa vida de criminoso e abrir uma agência de turismo. Só que essa agência é uma fachada para mandar mulheres para a prostituição no Caribe. O resultado: Juraci acaba pagando o pato. Confira o que vai acontecer com Marcão e Juraci acompanhando a radionovela “O Rufião”, que fala sobre o crime de lenocínio, a exploração da prostituição alheia. Em nove horários: de segunda a sexta-feira: 5h50, 10h50, 13h50, 14h50, 17h50, 20h50, 23h50, 1h50, 3h50. Sábado e domingo, às 20h, a rádio apresenta o compacto com a história completa.

Rádio Justiça

Emissoras interessadas podem receber e retransmitir gratuitamente boletins diários produzidos pela Radioagência Justiça. São jornais com as principais notícias do Judiciário transmitidos diariamente. Basta um cadastro pela internet. A Rádio pode ser sintonizada na freqüência 104,7 FM, em todo o Distrito Federal, pelo satélite ou pelo site, no endereço eletrônico www.radiojustica.jus.br. Nas unidades do Poder Judiciário do Acre, os interessados em ouvir a Rádio Justiça devem clicar aqui.    

 

Postado em: Rádio Justiça | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 22/09/2009