Viagem de Euclides da Cunha à Amazônia é imortalizada em livro

Na noite da última sexta-feira (23) ocorreu na Biblioteca da Floresta, em Rio Branco, o lançamento do livro “Amazônia de Euclides – A viagem de volta ao paraíso perdido”, de autoria do escritor Daniel Piza, com ilustrações de Tiago Queiroz. A obra conta com textos de Euclides da Cunha, Milton Hatoum e Desembargador Arquilau de Castro Melo, do Tribunal de Justiça do Acre.

Na abertura do evento, o jornalista Daniel Piza, atual editor de cultura do Jornal O Estado de São Paulo, o fotojornalista Tiago Queiroz, também do Estado de São Paulo, e o Desembargador Arquilau Melo, idealizador do Projeto Cidadão, falaram sobre a epopéia de subir o rio Purus durante nove dias e de como Euclides da Cunha era preocupado com o meio ambiente, a sua vontade de que o povo conhecesse a riqueza da Amazônia para melhor preservá-la.

Segundo Piza, a viagem foi fundamental para contar o que realmente Euclides da Cunha sonhou. “A experiência de escrever a obra foi muito gratificante. No jornal me dediquei a contar o que a gente tinha visto, em paralelo com que ele tinha visto, já no livro me detive mais no que significou aquilo para a vida de Euclides, na aventura que ele passou lá, uma viagem épica, meio dramática e como aquilo mudou inclusive as convicções que ele tinha e que, infelizmente, acabaram não se concretizando da maneira como ele sonhou, mas que ficaram nos bons tempos”, enfatizou.

“O Projeto Cidadão, importante ação do Tribunal de Justiça do Acre, contribuiu decisivamente para a realização dessa viagem, locomovendo esses grandes jornalistas pelo rio Purus, percorrendo a mesma viagem que Euclides da Cunha fez há um século. Daniel Piza registra no livro o nosso trabalho, o trabalho do Projeto Cidadão. A obra mostra, ainda, através das fotografias de Tiago Queiroz, o trabalho realizado pela Justiça acreana”, disse o Desembargador Arquilau Melo.

Durante o evento, que contou com a presença de magistrados, políticos, jornalistas e acadêmicos, os convidados foram brindados com uma apresentação de canto lírico e depois com o um coquetel de iguarias regionais, como tacacá e biscoito de polvilho.

 

Leia mais:

 

 

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 28/04/2010