Vepma realiza formatura de mais três turmas do Curso de Cabeleireiros

A Vara de Execução de Penas e Medidas Alternativas (Vepma) da Comarca de Rio Branco, em parceria com o Sistema Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac/AC), formou, no último dia cinco de novembro, mais três turmas de alunos do Curso de Formação de Cabeleireiros.

Os formandos, em sua maioria, são reeducandos dos sistemas semiaberto, de livramento condicional e de penas alternativas. O curso foi oferecido em três turmas, nos horários da manhã, tarde e noite, através do Programa Começar de Novo, idealizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e coordenado no Acre pela juíza de Direito Maha Manasfi. A duração total das atividades foi de seis meses, entre aulas teóricas, práticas e atendimentos voluntários.

A cerimônia de formatura foi realizada na sede da Igreja Evangélica Assembleia de Deus Vida Plena, no segundo distrito de Rio Branco. No total, 39 alunos receberam os diplomas diretamente das mãos dos padrinhos e madrinhas de turma – Dirceu Augusto, diretor presidente do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen), Mirla Regina, juíza de Direito e Eva Evangelista, desembargadora, decana do Tribunal de Justiça do Acre.

Também estiveram presentes no evento, o secretário estadual de pequenos negócios, José Reis; a vereadora Graça da Baixada, que representou a Câmara de Vereadores de Rio Branco; o representante da Prefeitura Municipal de Rio Branco, Stênio Cordeiro; além da coordenadora do Pronatec no Acre, Socorro Lima e do diretor de educação profissional do Senac, Abrão Suteli, que, na ocasião, também representou a diretoria regional da instituição.

A decana do TJAC, desembargadora Eva Evangelista, agradeceu a homenagem feita pelos formandos, que a batizaram madrinha da turma, além de incentivar os formandos a abraçarem a oportunidade oferecida através do programa Começar de Novo. “Essa é uma das maiores honras que tive em toda a minha vida, poder participar desse momento tão especial para vocês e ser ainda a madrinha da turma. Agarrem essa oportunidade, não deixem essa chance passar”, disse.

Também o diretor presidente do Iapen, Dirceu Augusto, elogiou a determinação e o afinco com que os formandos encararam os seis meses do curso de formação. Na opinião dele, “reeducandos que optam por ingressar em um dos cursos profissionalizantes oferecidos pela Vepma, devem receber todo o apoio possível tanto por parte do Judiciário quanto dos demais poderes instituídos, uma vez que, dessa forma, não somente reconstroem suas vidas, mas também servem de exemplo para outros egressos do sistema carcerários”.

Já a juíza titular da Vepma, Maha Manasfi, ressaltou a luta pessoal que cada um dos formandos teve que enfrentar para poder frequentar as aulas do curso de formação, “muitas vezes não tendo sequer o dinheiro para pagar a passagem de ônibus, ou mesmo o que comer em casa”. Para a magistrada, os formandos devem “aprender com os erros do passado, mas sobretudo olhar para o futuro e trabalhar, com amor e dedicação, de forma profissional, se capacitando sempre, para se destacar na profissão”.

“Vocês tem o direito de ser felizes, busquem a sua felicidade, não desperdicem essa oportunidade – por vocês e pelas suas famílias. Nós vamos estar aqui, como sempre estivemos, para apoiá-los e ajudá-los nessa caminhada”, destacou a juíza Maha Manasfi.

A oradora da turma Ruslene Costa agradeceu às autoridades pelas palavras e ressaltou o compromisso dos agora profissionais da beleza com a missão de bem cuidar da aparência das pessoas e buscar uma colocação de destaque no mercado de trabalho, aproveitando a oportunidade oferecida através do Programa. Ela também conclamou os egressos do sistema carcerário a aprender com os erros do passado, mas não deixar de sonhar com um futuro melhor, “de harmonia, equilíbrio e paz para todas as famílias”.

Homenagens

Alguns dos momentos mais especiais da festa de formatura foram as homenagens realizadas ao instrutor do curso, o cabeleireiro Mário Jorge, e à servidora da Vepma, Flávia Leitão.

Ele foi um dos responsáveis pela implantação do antigo curso de formação de barbeiros da Vepma, no ano de 2009, que deu origem ao atual curso de formação de cabeleireiros. O Coral Redenção participou da homenagem, por meio de cânticos. O profissional, que também já foi um reeducando, é tido como exemplo pelos alunos. “Foi uma surpresa para mim. Eu fiquei muito feliz com essa bela homenagem. Todo esse trabalho, aliás, é feito para eles, é nossa singela, mas muito sincera contribuição com esse trabalho tão bonito e tão humano”, afirmou Mário Jorge.

Já a servidora Flávia Leitão foi homenageada pelos 10 anos completos de serviços prestados ao trabalho de ressocialização de egressos do sistema carcerário realizado pela unidade. Ela agradeceu a homenagem e reafirmou o compromisso com o trabalho desenvolvido pela unidade judiciária.

Começar de Novo

Durante o ano de 2013 já foram disponibilizados, através das instituições parceiras, cursos em todas as comarcas do Estado. Foram oferecidas vagas em várias modalidades de cursos profissionalizantes, como cursos de eletricista, roçador, pintor, padeiro, pedreiro, operador de caixa, massagista, cabeleireiro, manicure, pedicure, operador de máquinas florestais, mecânico de motocicletas, técnico em refrigeração, mecânico de motor de polpa, entre outros.

Até agora já foram beneficiadas as comarcas de Rio Branco, Plácido de Castro, Brasiléia, Epitaciolândia, Senador Guiomard, Xapuri e Acrelândia.

As ações sociais são uma marca registrada do programa, idealizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e coordenado, no Acre, desde 2007, pela Vara de Execução de Penas e Medidas Alternativas (Vepma).

O programa visa à sensibilização de órgãos públicos e da sociedade civil para que forneçam postos de trabalho e cursos de capacitação profissional para presos e egressos do sistema carcerário. O principal objetivo do programa, portanto, é promover a cidadania e assim, reduzir a reincidência de crimes.

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Atualizado em 19/06/2015