Vara de Tóxicos e CEPAL encerram atividades do Programa de Prevenção às Drogas e Reinserção Social em 2010

A Vara de Delitos de Tóxicos e Acidentes de Trânsito e a Central de Penas Alternativas (CEPAL) de Rio Branco, por meio do Grupo de Orientação e Conscientização de Dependência Química, promoveu  na noite de segunda-feira (13), no Teatro Plácido de Castro, a solenidade de encerramento das atividades, em 2010, do Programa de Prevenção às Drogas e Reinserção Social do Tribunal de Justiça do Acre.

O evento reuniu mais de 300 pessoas e foi prestigiado pelo Presidente do Tribunal de Justiça do Acre, Desembargador Pedro Ranzi, autoridades e representantes das entidades parceiras das diversas ações do Programa.

Com o objetivo de difundir a reinserção social das pessoas que cumprem pena em unidades prisionais, ao mesmo tempo que conscientizar a juventude acreana acerca dos malefícios causados pelas drogas, o Programa vem sendo executado há quase dois anos.

A iniciativa do Poder Judiciário do Acre ratifica a campanha institucional do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) denominada “Começar de Novo”, que visa sensibilizar a população brasileira da necessidade de reinserir, no mercado de trabalho e na sociedade, presos ou egressos do sistema carcerário.

Uma grande programação foi elaborada para o encerramento das atividades deste ano, oportunidade em que os convidados, principalmente os reeducandos e suas famílias, acompanharam a exibição de vídeos documentários, shows musicais e apresentações teatrais sobre o tema.

Em seu discurso, o Presidente do TJAC enalteceu a importância do trabalho realizado pelas duas unidades judiciais e parabenizou os dois magistrados e suas respectivas equipes pelos resultados alcançados. “Os senhores estão de parabéns por esse trabalho, que muito representa para a nossa sociedade e tem promovido significativas mudanças na vida de centenas de jovens acreanos”, salientou Pedro Ranzi.

Coordenada pelos juízes de Direito Elcio Sabo e Maha Manasfi, a programação do evento contou com a participação de diversos artistas e grupos musicais da cidade, como o cantor e compositor Osmir Neto, a cantora Verônica Padrão, o ator Ivan de Castela e o Ministério de Louvor Kenos, da Igreja Assembléia de Deus.

Um dos momentos mais emocionantes foi a apresentação do Coral Redenção, formado por reeducandos e servidores da Central de Penas Alternativas, sob a regência de Otoniel Turí. Outro momento marcante da programação ficou a cargo do Grupo de Teatro da Igreja Batista Betel, que encenou uma peça que tem como tema a influência das drogas na família. O evento foi encerrado com a participação especial da cantora Yvana Pacífico, parceira do programa.

  

  

  

  

  

 

Postado em: Notícias | Tags:

Fonte: Atualizado em 05/06/2015