Vara da Violência Doméstica de Rio Branco: Servidores são capacitados para melhor utilização do SAJ

Os desembargadores Adair Longuini (Presidente) e Arquilau Melo (Corregedor Geral da Justiça) visitaram na manhã desta segunda-feira (10) a Vara de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Rio Branco. Ao se reunirem com a Juíza Olívia Ribeiro, titular da unidade, e com os servidores, eles discutiram o início do curso de capacitação para uso do Sistema de Automação da Justiça (SAJ).

Logo na abertura da reunião, Arquilau Melo destacou que o intuito é melhorar os serviços desenvolvidos nas unidades do Poder Judiciário. “Nossa missão é aprimorar o trabalho que está sendo executado. Começamos pela Vara de Violência Doméstica e iremos a todas as demais unidades”, explicou o Corregedor.

Segundo ele, a partir da correição realizada na Vara de Violência Doméstica e de reuniões com as equipes de outras unidades, verificou-se a necessidade de aprimorar o manuseio do sistema que hoje interliga a Justiça Estadual. "A Corregedoria Geral de Justiça decidiu então constituir um grupo de servidores capacitados em SAJ para multiplicar seus conhecimentos e dar um reforço aos senhores, afim que tirem o máximo de proveito dos mecanismos e ferramentas desse sistema”, afirmou.

O curso já começa nesta segunda, embora não tenha prazo para ser concluído, vez que isso dependerá da dinâmica dos trabalhos. O curso não afetará a rotina da unidade judiciária, pois a capacitação se desdobrará de modo paralelo ao curso das atividades normais da vara. “Esperamos acompanhar o atendimento diário ao público, a utilização do sistema e o cumprimento das rotinas para, diante de uma dúvida, encontrarmos juntos a melhor solução. É desse modo que o treinamento acontecerá”, explicou Alessandra Araújo, membro do grupo de capacitação.

As atividades desenvolvidas pelo grupo nas unidades judiciárias contarão como hora aula e poderão ser aproveitadas como capacitação pelos servidores. Para tanto, o Centro de Capacitação dos Servidores do Poder Judiciário irá emitir certificado aos participantes do curso.

O Desembargador-Presidente Adair Longuini declarou que o funcionamento eficaz do SAJ depende dos magistrados e servidores. “Esse sistema é bom, mas está subordinado ao nosso uso. Portanto, cabe nós aperfeiçoar e adaptá-lo a nossa realidade. Podemos solicitar à empresa fornecedora desse software para incrementar diversas funcionalidades, serviços, opções, que estejam de acordo com nossa demanda e necessidade. Todavia, para fazermos isso, precisamos inicialmente que magistrados e servidores aprendam, conheçam, experimentem e explorem ao máximo os recursos do SAJ”, explicou Longuini.

Ele lembrou que devido ao processo de virtualização – em grande expansão no TJAC –, “é imprescindível que haja total domínio da ferramenta, a fim de que se garanta a máxima eficiência aos serviços da Justiça”. Em decorrência disso, o Presidente justificou como grande política da atual administração do Tribunal o investimento em capacitação de pessoal.

Já Olívia Ribeiro disse que “vê com muita alegria a ajuda que chega da Corregedoria Geral”. De acordo com a magistrada, a capacitação poderá garantir maior qualidade aos atendimentos e serviços prestados pela Vara.

Foram designados os seguintes servidores para atuarem como multiplicadores de conhecimento em SAJ: Ronaleudo Santos e Alessandra de Souza (ambos da COGER); José Vicente de Almeida (Diretoria Judiciária); Ana Lúcia Felisberto (1ª Vara Cível de Rio Branco); e Vinicius Braga (Diretoria de Tecnologia da Informação).

Criada há três anos, a Vara de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher de Rio Branco é pioneira em todo o País por adotar, desde a sua instalação, em fevereiro de 2008, o processo virtual. Atualmente ela possui aproximadamente 10 mil processos.

Leia mais:

 

 

 

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 10/10/2011