Tribunal de Justiça lança com sucesso projeto Semeadores da Paz

Centenas de alunos e autoridades lotaram o auditório do Colégio Estadual Armando Nogueira (Cean) na noite dessa quarta-feira (10) para prestigiar o lançamento do projeto Semeadores da Paz, promovido pelo Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), através do Programa Justiça Comunitária.

O evento contou com a presença da presidente em exercício e decana do TJAC, desembargadora Eva Evangelista, da coordenadora executiva do projeto, desembargadora Regina Ferrari, do diretor da Escola do Poder Judiciário (Esjud), desembargador Francisco Djalma, dos desembargadores Júnior Alberto e Laudivon Nogueira, além do presidente da Associação dos Magistrados do Acre (Asmac), juiz de Direito Raimundo Nonato.

Também estiveram presentes, dentre outras autoridades, os representantes do Poder Executivo estadual, procurador Rodrigo das Neves, do Ministério Público, procurador Carlos Maia, da secretaria de estado de justiça e direitos humanos, Valdecir Nicácio, bem como a secretária estadual de educação, Lúcia OIiveira.

Falando aos presentes, Eva Evangelista destacou a importância do projeto, que segundo ela, tem a pretensão de ser “uma semente de paz”, planteada em uma sociedade marcada pela competição e pelos conflitos.

“Nós vivemos em um mundo completamente conturbado, conflituoso, nas famílias, nas escolas. É preciso reconhecer que temos conflitos e que eles precisam ser trabalhados. Através dessa semente que está sendo lançada nesta noite nós poderemos, sim, gerar a paz para os nossos futuros. Vocês são jovens com um brilho extraordinário, vocês farão um mundo melhor”, disse.

Também o diretor da Esjud, desembargador Francisco Djalma, elogiou as virtudes do projeto. O magistrado assinalou a importância do papel dos alunos para a disseminação das informações que serão compartilhadas durante a realização da ação.

“Essa semente que ora plantamos tem como propósito a pacificação social e vocês como estudantes com certeza serão disseminadores dessas informações, de tudo que através dessas reuniões lhes será apresentado. Vocês são, na realidade, os responsáveis pelo nosso futuro”, frisou.

A coordenadora executiva do projeto, desembargadora Regina Ferrarri, se disse feliz pela oportunidade de levar aos alunos do Cean a reflexão sobre qual sociedade queremos para o futuro e qual o papel que cada um deve desempenhar para que isso seja possível. A magistrada ressaltou a importância da chamada inteligência emocional nesse processo.

“Esse é um projeto de aprendizagem. Educar para a paz é visivelmente educar para as emoções. A violência nasce da ignorância, na dor de reiteradas frustrações, decorre da incapacidade de lidar bem com as nossas emoções e de resolver pacificamente nossos conflitos”, falou.

Por sua vez, a coordenadora de ensino do Cean, Guiomard Barros, agradeceu pela iniciativa do Tribunal de Justiça e se disse certa do alcance social da ação.

“Nós precisamos dessa parceria, nós precisamos de paz. Esse projeto é muito bem acolhido pela escola, muito bem recebido”, enfatizou.

Para o aluno Marcos Costeira, o projeto tem uma grande importância porque visa principalmente proporcionar conhecimentos para que os próprios estudantes possam romper com o ciclo da violência.

“Eu acho muito importante. Tudo que for voltado para educar e para corrigir os erros dos alunos faz bem para a escola e como consequência, também para a sociedade. Se o aluno se distrai com o estudo, a lógica é que não tenha tanto tempo ou energia para gastar com coisas erradas”, considerou.

Programação cultural

A abertura do evento ficou por conta de duas atrações culturais.

Primeiramente o público presente assistiu a uma apresentação musical de Katiusse Melo e Zeca Melo, aluna e professor da Escola Acreana de Música (EAM), respectivamente, que apresentaram um set acústico de canções tendo como tema a paz.

Após a apresentação musical, foi a vez da atriz Roberta Santos encantar os presentes com o conto ‘O Ganso de Ouro’, de autoria dos irmãos Jacob e Wilhelm Grimm, escritores alemães consagrados pela temática de fábulas infantis.

Postado em: Notícias | Tags:,

Fonte: Atualizado em 15/10/2014