Tribunal de Justiça do Acre dá início às atividades da IV Semana Pela Paz no Lar

Solenidade de abertura, conduzida desembargador Samoel Evangelista, aconteceu no Fórum Criminal, na manhã desta segunda-feira (7).

É um ato de coragem buscar seus direitos, principalmente, quando envolve denunciar pessoas próximas, como maridos e companheiros. Com a necessidade de incentivar essa coragem de buscar a Justiça, além de promover a cultura da paz dentro de casa, foi dado início, nesta segunda-feira (7), as atividades da IV Semana Pela Paz no Lar no âmbito do Tribunal de Justiça do Acre, no Fórum Criminal Lourival Marques de Oliveira.

Durante a cerimônia de abertura, o presidente em exercício do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), desembargador Samoel Evangelista, enfatizou que a paz no lar é possível, desde que cada um faça sua parte, “penso que não há tema mais apropriado para se trabalhar na semana do dia alusivo à mulher do que a paz, principalmente, a paz no lar. O mundo, o País, o Estado e a nossa casa precisam disso”.

semana_mulher_forum_criminal_tjac_8

“É inconcebível que continuemos a conviver com índices cada vez mais alarmantes de violência contra a mulher. A violência não é admitida contra quem quer que seja muito menos contra o ser que nos deu a vida. Não podemos conviver com isso, temos que demonstrar nossa indignação e o nosso inconformismo, não podemos aceitar esse estado de coisas, cada um de nós pode fazer algo para a mudança desse cenário, asseverou Samoel Evangelista”.

semana_mulher_forum_criminal_tjac_6

Também estiveram presentes na solenidade a coordenadora da IV Semana pela Paz no Lar, a juíza de Direito Shirlei Menezes, titular da Vara de Proteção à Mulher; a juíza de Direito Maha Mansfi, titular da Vara de Execuções de Penas e Medidas Alternativas (Vepma); a juíza de Direito substituta, Ana Paula Saboya, da 1º Vara do Tribunal do Júri; e a promotora de Justiça Dulce Franco.

Em seu pronunciamento, a juíza de Direito Shirlei Menezes agradeceu a colaboração dos magistrados, bem como dos servidores do Poder Judiciário que juntos tornaram possível à execução da atividade. “É com muita satisfação que iniciamos a IV Semana pela Paz no Lar, que é tão importante para empoderar, para melhorar a situação das mulheres. O evento é significativo porque estamos comemorando o Dia Internacional da mulher durante a semana e, infelizmente, ainda temos notícias acerca de violência contra a mulher, com esta ação queremos combater isso”, declarou a magistrada.

semana_mulher_forum_criminal_tjac_7

A realização de mais uma edição da Semana pela Paz no Lar demonstra que o Judiciário Acreano está empenhado em fazer da Campanha Nacional “Justiça pela Paz em Casa”, idealizada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), uma realidade para os lares acreanos, além de aprimorar a prestação jurisdicional no âmbito da proteção à mulher em seus lares.

Para encerrar a cerimônia de abertura, o grupo teatral “Orejanas: mulheres sem dono e sem marca”, composto pelas atrizes Amanda Graciele, Alessandra Alves, Evânia Ferraz, Mara Santos e Mariane Salomão, realizou a performance “Tornar-se mulher”, baseada na poesia Maria Grabiela D’Ambrozio.

semana_mulher_forum_criminal_tjac_1

No decorrer desta acontecerá o mutirão de audiências de retratação e instrução e julgamento, com 263 processos agendados. A promoção dessa ação concentrada visa dar mais celeridade às audiências e julgamentos de processos que envolvam a violência doméstica, demonstrando, assim, uma resposta efetiva do Poder Judiciário Acreano para tais situações.

Mais atividades

Logo após a solenidade que deu início as atividades, foi realizada a palestra “Mulher, não se cale”, ministrada pela psicóloga da Vara de Proteção à Mulher, Cleudina Gomes, que procurou conscientizar as mulheres da importância de buscarem seus direitos diante de situações de violências.

semana_mulher_forum_criminal_tjac_4

Além do mutirão de audiências que está sendo realizado até a próxima sexta-feira (11), a IV Semana pela Paz no Lar promove outras ações. Na terça-feira (8), pela manhã, será disponibilizado serviços gratuitos de maquiagem e corte de cabelo no Fórum Criminal Lourival Marques de Oliveira, ofertados pela equipe do curso de formação de cabeleireiros do Programa Começar de Novo, desenvolvido pela Vepma em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac).

Já na quinta-feira (10) acontecerá às 10h outra palestra, discorrendo contra a violência doméstica, no Centro de Referência e Assistência Social do Bairro Cidade Nova, e a partir das 15h terá início um Júri Popular, realizado pelo juiz titular da 4ª Vara Criminal da Comarca de Rio Branco, Cloves Ferreira, na Cidade do Povo.

Finalizando as atividades será promovida a cicleata “Mulheres do Judiciário: pedalando pela Paz” que envolverá magistradas, servidoras em um grande movimento para dar maior visibilidade à causa da erradicação da violência doméstica. A largada será às 8h30 na Sede Administrativa do Tribunal de Justiça.

Postado em: Notícias | Tags:

Fonte: Atualizado em 07/03/2016