Tribunal de Justiça Acreano recebe apoio do Detran para atividades de Rio Branco e interior do Estado

Objetivo é a melhoria dos serviços oferecidos pelo Juizado de Trânsito (Justiça Volante) e outras parcerias institucionais.

O Tribunal de Justiça Acreano tem recebido apoio institucional do Departamento Estadual de Trânsito do Acre (Detran/Acre), que irá contribuir para a melhoria dos serviços oferecidos nessa área à população de Rio Branco e do interior do Estado.

No final da tarde dessa quarta-feira (31), por exemplo, o diretor geral da autarquia estadual, Pedro Longo, visitou a Sede Administrativa da Instituição, sendo recebido pelo desembargador Pedro Ranzi – que é coordenador dos Juizados Especiais Cíveis.

O encontro revelou a intenção mútua de se firmar acordos que resultem na conjugação de esforços destinados ao aperfeiçoamento do Juizado de Trânsito (Justiça Volante), sobretudo em Cruzeiro do Sul – já instalado, mas que ainda não está funcionando.

“Penso que as instituições têm de conversar e, dentro do possível, unificar os serviços, centralizar, e otimizar os recursos, para que se tenha mais eficiência e qualidade”, assinalou o desembargador Pedro Ranzi.

O coordenador dos Juizados Especiais Cíveis explicou que as tratativas estão sendo estabelecidas mediante orientação da desembargadora-presidente Denise Bonfim – que se encontra fora do Acre em viagem a trabalho; mas que tem colocado em prática um modelo de gestão compartilhada.

Recentemente, inclusive, ela recebeu Pedro Longo, em uma visita de cortesia, destacando na ocasião a importância do diálogo, da aproximação por parcerias e da harmonia institucional, diretrizes de sua administração.

“Esse serviço ajuda muito, é eficaz, traz a presença do Estado, da civilização, resolve os litígios e ainda educa, por isso tem nosso total apoio”, disse o chefe da autarquia estadual.

O diretor do Detran/Acre explicou que a ideia é firmar um termo de cooperação técnica com o Tribunal, que permita melhor operacionalização do trabalho em solo cruzeirense. Segundo ele, como o órgão passará a ter a sua sede no centro da cidade, o espaço poderá abrigar o Juizado de Trânsito local. As viaturas que prestam o serviço atualmente ficam na Cidade da Justiça de Cruzeiro do Sul – em um distante ponto do município – o que muito dificulta o deslocamento para atender ocorrências.

Pedro Longo também se colocou à disposição para ceder um perito (quadro efetivo) e, se preciso for, até mesmo um motorista (terceirizado). Por outro lado, o Tribunal colocaria um conciliador, para formar/completar a equipe necessária para execução do trabalho e atendimento à população.

As autoridades fizeram questão de registrar a ocasião, convidando também os servidores para participar do relevante momento.

Postado em: Notícias | Tags:,

Fonte: Ex. DIINS - Diretoria de Informação institucional Atualizado em 01/06/2017