TJAC vai alcançar patamar de excelência com Sistema Eletrônico de Informações (SEI)

Ferramenta será implementada em março, modernizará a área administrativa e trará agilidade, economia e otimização dos fluxos de trabalho.

Patamar de excelência com a modernização da área administrativa, agilidade, economia e otimização dos fluxos de trabalho. É o que vai proporcionar o Sistema Eletrônico de Informações (SEI), que será implantado no Tribunal de Justiça do Acre. Para conseguir a ferramenta, a atual gestão empreendeu esforços, buscando Acordo de Cooperação Técnica com o Tribunal Regional Federal da 4ª Região, bem como com o Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO). Por falar no Estado cuja Capital é Palmas, uma equipe especializada veio de lá especialmente para treinar e capacitar os profissionais que atuam no Judiciário Acreano.

A desembargadora-presidente Cezarinete Angelim, acompanhada da juíza-auxiliar da Presidência, Mirla Regina, fez questão de visitar o espaço onde estão acontecendo as atividades, o laboratório de informática na Escola do Poder Judiciário (Esjud). Ainda no início do próximo mês de março o Sistema será implantado no âmbito da Justiça Estadual.

treinamento_sei_tjac_2

“O SEI é um verdadeiro divisor de águas, cuja implantação nos traz muita alegria e motivação. Representa um troféu, pois já podemos perceber que trará mais eficiência e qualidade nos nossos serviços. É gratificante estar aqui e gostaria de parabenizar a equipe técnica do Tribunal de Justiça e do TRE (ambos do Tocantins) por esta parceria e pela dedicação com que tem nos ajudado a concretizar esse sonho”, declarou a presidente do TJAC, ao desejar que os servidores do Tribunal aproveitassem o treinamento da melhor forma possível. “Vocês são verdadeiros multiplicadores dessa capacitação e deste momento tão relevante para o Judiciário”, completou.

treinamento_sei_tjac_3

Administrador e técnico do TRE/TO, Fernando Mendonça elogiou a desembargadora-presidente por participar ativamente da iniciativa. “Já realizei treinamentos em outros tribunais e instituições, mas nunca tinha visto um presidente ter essa atitude de acompanhar o treinamento e estar tão presente, como a presidente tem feito, prestigiando todas as etapas. Isso é fundamental, pois quando a liderança da instituição abraça o SEI, o seu sucesso e resultados estão garantidos. A senhora está de parabéns”, disse o servidor.

Boas vindas

Na noite dessa terça-feira (16), Cezarinete Angelim recepcionou os profissionais no Gabinete da Presidência, para lhes dar as boas vindas e colocar-se à disposição no que fosse necessário para a condução dos trabalhos. A juíza-auxiliar Mirla Regina, diretores e servidores do TJAC participaram do encontro.

reuniao_sei_tjac_1

Os servidores Fernando Almeida (do TRE/TO) e Rene Dettenborn (do TJTO) demonstraram contentamento em fazer parte da ação institucional.

“Registro a dedicação, capacidade e preparo dos servidores do TJAC que estão nos dando suporto, nos auxiliando em tudo”, disse Fernando Almeida.

A equipe de implantação do Tribunal de Justiça Acreano é composta por Jessé Azevedo Drumond, Júlio César da Silva Gomes, Shandler Gama e Jacikley da Costa Ribeiro.

Para Rene Dettenborn, “a Cooperação permite a troca de experiências, a aprendizagem mútua, o fortalecimento e crescimento das instituições”.

reuniao_sei_tjac_2

Os treinamentos acontecem nesta quinta-feira (17) em dois turnos, e nesta sexta-feira (18), também em dois turnos (das 8h às 12h e das 14h às 18h).

O que é o SEI

O Sistema Eletrônico de Informações (SEI) foi desenvolvido pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), sendo um instrumento de gestão de processos e documentos eletrônicos, com interface amigável e práticas inovadoras de trabalho. Uma das suas principais características é a libertação do papel como suporte físico para documentos institucionais e o compartilhamento do conhecimento com atualização e comunicação de novos eventos em tempo real.

Principais vantagens do SEI

Portabilidade: 100% Web e pode ser acessado por meio dos principais navegadores do mercado: Internet Explorer, Firefox e Google Chrome;

Acesso Remoto: em razão da portabilidade já mencionada, pode ser acessado remotamente por diversos tipos de equipamentos, como microcomputadores, notebooks, tablets e smartphones de vários sistemas operacionais (Windows, Linux, IOS da Apple e Android do Google). Isto possibilita que os usuários trabalhem a distância;

Acesso de usuários externos: gerencia o acesso de usuários externos aos expedientes administrativos que lhes digam respeito, permitindo que tomem conhecimento do teor do processo e, por exemplo, assinem remotamente contratos e outros tipos de documentos;

Controle de nível de acesso: gerencia a criação e o trâmite de processos e documentos restritos e sigilosos, conferindo o acesso somente às unidades envolvidas ou a usuários específicos;

Tramitação em múltiplas unidades: incorpora novo conceito de processo eletrônico, que rompe com a tradicional tramitação linear, inerente à limitação física do papel. Deste modo, várias unidades podem ser demandadas simultaneamente a tomar providências e manifestar-se no mesmo expediente administrativo, sempre que os atos sejam autônomos entre si;

Funcionalidades específicas: controle de prazos, ouvidoria, estatísticas da unidade, tempo do processo, base de conhecimento, pesquisa em todo teor, acompanhamento especial, modelos de documentos, textos padrão, sobrestamento de processos, assinatura em bloco, organização de processos em bloco, acesso externo, entre outros;

Sistema intuitivo: estruturado com boa navegabilidade e usabilidade.

Postado em: Notícias | Tags:,

Fonte: Ex. DIINS - Diretoria de Informação institucional Atualizado em 23/02/2016