TJAC realiza processo de seleção para Agentes Comunitários

O Tribunal de Justiça do Acre abriu hoje as inscrições para mais um processo seletivo simplificado. Desta vez, conforme o Edital nº 01/2009, publicado no Diário da Justiça (fl. 03) desta quinta-feira 26, será para a contratação temporária de 110 Agentes Comunitários de Justiça e Cidadania para atuação na cidade de Rio Branco.

A seleção e contratação temporária desses agentes têm por objetivo executar o Convênio nº 700546/2008, celebrado entre a União, por meio da Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República, e o Tribunal de Justiça do Acre.

As inscrições podem ser feitas no período de 26 de março a 1º de abril de 2009, no horário das 8h às 13h e das 15h às 18h, no Centro de Capacitação dos Servidores do Poder Judiciário (CECAP), localizado na Rua Marechal Deodoro, nº 471, Centro de Rio Branco.

O Edital indica que as inscrições são gratuitas e o candidato não poderá solicitá-la por intermédio da internet ou por fax. Os interessados devem preencher uma ficha de inscrição disponível no CECAP, anexando a ela cópia do diploma de conclusão do ensino médio, cópia autenticada da Carteira de Identidade e do curriculum vitae.

Os concorrentes terão seus currículos analisados na primeira fase e em seguida serão submetidos a uma entrevista psicológica. Em caso de empate, o candidato propenso a ganhar a vaga será o que melhor nota obtiver no currículo.

Os aprovados serão contratados por um período de 12 meses, para cumprimento de 30 horas semanais, jornada diária das 7h às 13h, com remuneração mensal de R$ 440,00.

Confira a íntegra do Edital nº 01/2009, que traz todas as informações sobre o processo seletivo. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (68) 3211-5548, 3211-5547 e 3211-5546 – Secretaria do CECAP.

Avaliação do processo seletivo

1ª Fase – Análise dos currículos e dos formulários de inscrição

Os critérios básicos de análise e valoração serão os seguintes: experiência anterior em prática de mediação; limite de idade (mínima de 18 anos); grau de instrução (Ensino Médio completo); comprovante de sanidade física (atestado médico); residir na cidade (preferência nas áreas dos atendimentos); não possuir nenhum vínculo com o Setor Público (preferência que não possua nenhum outro vínculo empregatício); aceitar guardar sigilo dos problemas revelados (declaração); aceitar atuar nas vias públicas, isto é, fazer atendimentos externos (residências,  instituições, escolas, empresas e outros), por, no mínimo, cinco horas diárias em 30 horas  semanais  (declaração); não estar respondendo a nenhum processo criminal no Sistema Judiciário e não possuir nenhum tipo de conduta grave anterior que o desabone perante sua comunidade (certidão do distribuidor); ter algum tipo de atuação na sua comunidade, participação em trabalhos sociais, voluntariado, liderança comunitária (se tiver, trazer algum  comprovante).

2ª Fase – Entrevista

Nesta fase serão analisadas as aptidões e características de personalidade a seguir discriminadas: fluência verbal; raciocínio abstrato e verbal; capacidade para adaptar-se a situações novas ou diversas; autenticidade; capacidade de crítica e de síntese; clareza; comprometimento; cooperação para realização de trabalho em equipe; criatividade; discrição; disposição; sensibilidade às questões alheias (empatia); estabilidade emocional; extroversão; iniciativa; imparcialidade; perseverança; resistência à frustração; sociabilidade e tolerância.

Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (68) 3211-5548, 3211-5547 e 3211-5546 – Secretaria do CECAP.

 

  

 

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 26/03/2009