TJAC promove exposição “Pintando o 7″, com participação inédita de uma servidora do Judiciário Estadual

Mostra da artista plástica Nassara Nasserala estará em cartaz de 29 de março a 26 de abril no hall das Câmaras Cíveis e Criminal, na Sede Administrativa do Tribunal.

“Pinto desde os 9 anos de idade, mas esta é a minha primeira exposição, pois antes não tive essa oportunidade”, ressaltou a servidora do Judiciário Estadual, Nassara Nasserala, durante o vernissage da exposição “Pintando o 7”, realizado nesta terça-feira (29). O evento aconteceu no Hall das Câmaras Cíveis e Criminal, Sede Administrativa do Tribunal de Justiça do Acre, com a presença e condução da desembargadora-presidente Cezarinete Angelim. Os desembargadores Laudivon Nogueira e Júnior Alberto; a juíza-auxiliar da Presidência, Mirla Regina; diretores, gerentes, assessores, secretários, servidores e familiares da artista plástica também prestigiaram a atividade cultural.

vernissage_nassara_nasserala_tjac_1

“É uma honra poder apresentar estes trabalhos e, principalmente aqui, na minha casa”, afirmou Nassara, ao agradecer o apoio dos presentes e explicar que a expressão “Pintando o 7” diz respeito a diversos aspectos (místicos, de histórias, cores, técnicas e estilos) – a exemplo do número de dias da semana, os pecados capitais, ‘as vidas dos gatos’, os arcanjos, as cores do arco-íris etc.

vernissage_nassara_nasserala_tjac_7

A presidente do TJAC lembrou que a ideia desta exposição surgiu durante a 1ª Edição Arraial no ano passado. “Conheci algumas poucas telas da Nassara naquela ocasião e a convidei para participar deste projeto maior, no que ela topou prontamente. Hoje estamos concretizando esta exposição”, afirmou Cezarinete Angelim.

Ao destacar que era um prazer imenso receber as obras da artista, a desembargadora assinalou que “as portas do Tribunal estão abertas para revelar e valorizar os nossos talentos, os nossos tesouros”. “Sabemos que temos magistrados, servidores, colaboradores, que desenvolvem as mais variadas manifestações artísticas, como música, poesia, artes plásticas etc. Queremos dar visibilidade e publicidade”, completou.

vernissage_nassara_nasserala_tjac_4

Para o artista plástica Jorge Rivasplata, referência na área no Estado, a quem Nassara considera “um mestre”, a artista do Judiciário “tem talento nato” e deverá evoluir ainda mais com o passar do tempo.

A atual gestão tem apoiado, convidado e incentivado que profissionais dos mais variados estilos exponham gratuitamente suas obras nas unidades do Judiciário, valorizando os artistas do Acre. “Promovemos não apenas justiça, mas também cultura e arte”, frisou a presidente.

Nesse sentido, o Tribunal facilita o acesso às mais variadas manifestações artísticas, para que se conheça de perto a sensibilidade explicitada pelos profissionais – a exemplo das telas que integram a exposição “Pintando o 7”.

A desembargadora-presidente lembrou que a ação também vai ao encontro da humanização das atividades, seja no atendimento, ou na prestação de serviços à sociedade, uma das prioridades da atual gestão. Assim, a arte converge para o bem-estar, na perspectiva do programa Qualidade de Vida, implementado em 2015.

vernissage_nassara_nasserala_tjac_6

Os espaços das unidades do Judiciário Estadual, habitualmente preenchidos por sessões jurisdicionais, pela apreciação dos conflitos entre os cidadãos, trazem a leveza e a sensibilidade traduzidas por pincéis, tintas, mãos e, principalmente, pelo coração.

“Tornamos os nossos ambientes de trabalho mais acolhedores, com mais vida, beleza e cores. Afinal, como disse Picasso, ‘a pintura não foi feita para enfeitar paredes, mas sim para adornar a nossa alma’”, finalizou a presidente do Tribunal.

vernissage_nassara_nasserala_tjac_11

A exposição

vernissage_nassara_nasserala_tjac_16A exposição “Pintando o 7” reune em 14 obras em óleo sobre tela e aquarela e pastel seco sobre papel, a visão da artista acerca do universo místico relacionado ao número 7, conhecido como o “número da criação” e por simbolizar, dentre outras coisas, a perfeição, o perdão e a passagem do desconhecido para o conhecido, estando, ainda, presente de várias formas na natureza – como as sete notas musicais, os dias de criação do universo, os mares, o clico lunar, dentre outros.

A artista, que também é poetisa assumida, explica que busca deixar marcado em suas obras um “certo tom subjetivo”, deixando, assim, o espaço necessário para a própria interpretação do observador a fim de “nunca findar no óbvio”. “Eu prezo deixar esse tom subjetivo em tudo que eu faço, porque interpretação é algo muito pessoal, sempre vai depender de quem vê, de como se vê. Eu sempre achei incrível esse detalhe na arte. E é por isso que eu também vou apresentar pequenos textos, extraídos da Internet, com curiosidades, algumas informações para ajudar as pessoas a entender como eu cheguei a esta inspiração”, diz Nassara.

Vale destacar que o mesmo Hall das Câmaras Cíveis e Criminal do TJAC também já abrigou, somente nesta Administração (Biênio 2015-2017), exposições dos artistas plásticos Bab Franca, Clementino Almeida e Luís Eduardo Ferreira.

A exposição “Pintando o 7”, de Nassara Nasserala, ficará em cartaz de 29 de março a 26 de abril de 2016.

Sobre a artista

Nassara Nasserala Pires nasceu em 1989, em Rio Branco, Acre. Seu estilo combina influências das escolas do impressionismo e do surrealismo, movimentos artísticos surgidos na França, nos séculos XIX e XX, respectivamente.

A artista busca captar a arte principalmente como uma forma expressão de sentimentos e não como mera reprodução e técnica. Destaca a importância da imaginação e da criatividade que não se encontram em escolas de artes, mas dentro do seu próprio eu.

Serviço:

Exposição “Pintando o 7”

Onde: Hall das Câmaras Cíveis e Criminal do TJAC (Sede Administrativa do TJAC, Rod. BR 364, Km 2, Via Verde)

Quando: de 29 de março a 26 de abril, das 8 às 18 horas

Postado em: Notícias | Tags:

Fonte: Ex. DIINS - Diretoria de Informação institucional Atualizado em 29/03/2016