TJAC investe na aquisição de móveis para unidades da Capital e interior do Estado

Com o objetivo melhorar a qualidade de infraestrutura das unidades da Capital e interior do Estado, o Tribunal de Justiça está adotando uma nova padronização mobiliária.

Nesse sentido, a instituição tem investido na aquisição de diversos móveis que irão proporcionar um provimento eficiente às comarcas que integram o Judiciário Acreano.

Para o desembargador-presidente Roberto Barros, “o novo mobiliário contribui para que magistrados e servidores tenham melhores condições de trabalho e possam dar um cumprimento efetivo à prestação dos serviços aos cidadãos”.

Investimento

Para se ter uma ideia desse investimento,  foi adquirido um total de 352 cadeiras para atender a demanda de imediato.

A distribuição do mobiliário está sendo capitaneada pela Diretoria de Logística (Dilog) e pela Gerência de bens e materiais (Gemat) do Tribunal.

Também foi comprado um quantitativo de 175 mesas, que de igual modo serão entregues às Comarcas de Rio Branco e do interior do Estado.

À medida que os novos móveis são entregues em cada unidade, os que lá estavam são reaproveitados – já que boa parte deles ainda está em bom estado de conservação.

Os critérios que têm sido observados pela Dilog e Gemat são a necessidade de cada setor; a cronologia das solicitações (ordem de chegada das demandas) e o planejamento do TJAC.

Além desses itens, foram adquiridos diversos outros tipos de material (como estantes, armários) que irão proporcionar maior conforto aos magistrados e servidores, mas especialmente permitir que se estabeleça um alinhamento do mobiliário institucional.

Ou seja, a mesma cadeira (tipo, modelo, cor) que tem em Rio Branco, passará a fazer parte da estrutura da Comarca de Mâncio Lima.

Ainda para este ano, já está em andamento um processo licitatório para aquisição de mais cadeiras.

Os investimentos do TJAC não são ainda maiores porque dependem de atas e processos licitatórios, os quais precisam seguir a legislação em vigor e, consequentemente, atender a prazos legais que às vezes são demorados.

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Atualizado em 22/06/2015