TJAC intensifica pauta de julgamentos no Mês Nacional do Júri

Homem que atropelou e matou motociclista é condenado a 7 anos e 6 meses de reclusão.

Novembro foi estabelecido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) como o Mês Nacional do Júri, por isso a Justiça Brasileira realiza vários esforços concentrados para garantir uma resposta rápida e eficaz aos crimes contra vida.

Na última sexta-feira, o juiz de Direito Alesson Braz, titular da 2ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Rio Branco falou ao programa “Boletim TJ Acre” sobre as atividades pautadas para serem executadas no estado. Ao todo, 83 processos serão analisados pelo Poder Judiciário Acreano.

Um dos casos recentes julgados pela unidade judiciária foi a condenação de um ex-jogador de futebol que matou uma mulher em um acidente nas imediações da Rua Rio de Janeiro.

De acordo com a denúncia, ele estaria dirigindo em alta velocidade, quando, ao tentar realizar ultrapassagem indevida, colidiu frontalmente com a motocicleta da vítima Sebastiana de Oliveira, causando-lhe morte instantânea.

Ainda segundo o Ministério Público, o réu também causou outra colisão, com um automóvel que vinha logo atrás da motocicleta da vítima fatal, causando sérias lesões corporais aos quatro ocupantes do veículo.

A sentença, além da comprovação de culpa e autoria do delito, também considerou evidências de “violência e ameaça às vítimas”, motivo pelo qual também foi negada a suspensão condicional do processo.

A pena privativa de liberdade foi fixada em 7 anos e 6 meses de reclusão, em regime inicial semiaberto.

Postado em: Galeria, Notícias | Tags:, , ,

Fonte: GECOM Atualizado em 18/11/2019