TJAC intensifica atualização do SAJ nas comarcas do interior do Estado

Concluídos os trabalhos de conversão do SAJ-3 para o SAJ-5 nas comarcas de Plácido de Castro, Acrelândia e Capixaba

Dando continuidade ao calendário de atualizações do Sistema de Automação do Judiciário (SAJ), que passa por processo de conversão da versão 3 para a 5 nas comarcas do interior do Estado, a Diretoria de Tecnologia da Informação (DTI) do Tribunal de Justiça do Acre concluiu no último final de semana os serviços na Comarca de Capixaba, localizada a 78 quilômetros de Rio Branco. Confira aqui o andamento dos trabalhos.

Depois de Plácido de Castro e Acrelândia, Capixaba é a terceira comarca a utilizar o novo sistema. O processo de atualização do SAJ no Judiciário Acreano começou em janeiro de 2008, quando foi iniciada a migração dos dados para a nova base do sistema. No mês de abril foram realizados os treinamentos das equipes de gestores e de multiplicadores, responsáveis pela implantação e acompanhamento do novo sistema.

De acordo com o calendário elaborado pela DTI, nessa primeira etapa dos trabalhos, que atualiza o sistema nas comarcas já interligadas ao SAJ, as comarcas de Xapuri, Brasiléia, Epitaciolândia e Rio Branco serão as próximas a passar pela conversão do SAJ-3 para o SAJ-5.

Nos municípios de Senador Guiomard, Bujari, Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, Rodrigues Alves, Tarauacá, Feijó e Sena Madureira, que ainda não estão interligadas ao SAJ, a implantação deve ocorrer na segunda etapa, prevista para agosto deste ano.

Segundo o Diretor da DTI, Roberto Romanholo, a implantação e atualização do SAJ nas comarcas do Estado é o primeiro passo para a utilização do processo virtual em todas as varas e juizados do Acre, o que deve ocorrer nos próximos anos.

“A implantação do processo virtual será feita por meio do sistema eletrônico e-SAJ, desenvolvido pela empresa Softplan/Poligraph, responsável pela implantação do SAJ. No Acre, a experiência piloto do Judiciário é Vara de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher, que utiliza o processo virtual (totalmente eletrônico) através do Sistema Projudi, fornecido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ)”, disse.

Conforme Romanholo, a DTI tem constatado que conversão do SAJ-3 para o SAJ-5 está proporcionando aos servidores das comarcas um maior nível de satisfação na operacionalização do sistema, vez que a nova versão tem como principais vantagens a segurança, a confiabilidade e a maior rapidez de acesso às informações dos processos em trâmite. "A agilidade do SAJ-5 é infinitamente maior", afirma do Diretor.

O que é o SAJ

O SAJ é um sistema especialmente desenvolvido para a informatização dos Tribunais, Ministério Público e Procuradorias que, além de atender as necessidades particulares de cada instituição, permite a integração das entidades que promovem a Justiça.

Nesse sentido, o sistema imprimiu agilidade e facilidade no acesso às informações, possibilitando o compartilhamento de dados. Ele automatiza procedimentos ao mesmo tempo que apresenta alternativas de trabalho e fornece ferramentas de alta produtividade ao usuário. O alto grau de adequabilidade das soluções permite ainda que estas sejam personalizadas e configuradas de acordo com as necessidades do TJAC.

Leia mais:

TJAC prepara a implantação do SAJ-5, 04.04.2008

Comarca de Plácido de Castro já utiliza o SAJ-5, 29.04.2008 

 

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 13/05/2008