TJAC empossa Cezarinete Angelim como desembargadora

O Tribunal de Justiça do Acre, presidido pelo desembargador Adair Longuini, dará posse a Juíza de Direito Maria Cezarinete de Souza Augusto Angelim como desembargadora, em Sessão Solene a ser realizada nesta sexta-feira (13), às 19 horas, no plenário do TJAC, em Rio Branco.

À solenidade estarão presentes autoridades do Judiciário, Executivo e do Legislativo, assim como os presidentes das entidades de classe e membros da comunidade jurídica local e nacional Maria Cezarinete foi escolhida nova desembargadora da Corte de Justiça Acreana durante Sessão do Tribunal Pleno Administrativo, ocorrida no dia 7 de dezembro passado, pelo critério de antiguidade e por unanimidade dos votos.

A magistrada, que exerce há quase 20 anos a titularidade da 2ª Vara Cível da Comarca de Rio Branco, assumirá a vaga de desembargador deixada por Miracele de Souza Lopes Borges, aposentada compulsoriamente em 17 de julho de 2011, ao completar 70 anos de idade.

Agradecimento

Na manhã desta quinta-feira (12), Cezarinete Angelim reuniu sua equipe de servidores e a imprensa acreana para um café da manhã de agradecimento e despedida. Na ocasião, a magistrada agradeceu o apoio de todos e afirmou que finaliza mais uma etapa da sua trajetória profissional com o dever cumprido.

“O meu trabalho está consolidado no âmbito do 1º Grau. Cumpri as minhas obrigações, com esforço pessoal e de minha equipe. Deixo a 2ª Vara Cível com saudades, porém com a consciência de ter cumprido meu ofício. Deixo aqui minha gratidão a todos quantos me acompanharam, especialmente à imprensa, por quem tenho tanto apreço”, declarou Cezarinete.

Quanto ao desafio do desembargado, a magistrada ressaltou que segue firme no propósito de trabalhar pela Justiça: “Ascendo ao Tribunal com toda serenidade e tranquilidade, com a convicção de que aqui não deixo nenhum processo concluso para despacho, decisão ou sentença. Subo ao desembargo para seguir cumprindo minha missão de distribuir justiça àqueles que dela têm sede”.

Trajetória profissional

Maria Cezarinete de Souza Augusto Angelim é natural de Rio Branco (AC) e mãe de três filhos: Stéphane, Giovanna e Glenda Angelim. Formou-se em Direito pela Universidade Federal do Acre, na turma de 1978, e ingressou na Magistratura Acreana em 18 de março de 1988. Atualmente cursa MBA em Gestão do Poder Judiciário, pela Fundação Getúlio Vargas – FGV/Rio.

Em 19 de março de 1990 foi promovida à Juíza de Direito Titular da Comarca de Cruzeiro do Sul. Na mesma época, de 9 de fevereiro de 1989 a 3 de março de 1991, também exerceu a função de Juíza Eleitoral da 4ª Zona Eleitoral (Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, Rodrigues Alves e Porto Walter). Posteriormente, entre 5 de maio de 1994 e 27 de fevereiro de 1996, exerceu a função de Juíza Eleitoral da 1ª Zona Eleitoral do Estado (Rio Branco).

Na data de 9 de março de 1995 foi promovida à Juíza de Direito de Segunda Entrância. Foi integrada à Entrância Especial em 29 de fevereiro de 1996. Desde essa data é titular da 2ª Vara Cível da Comarca de Rio Branco.

Ao longo da sua atuação como magistrada, a Juíza foi designada para implantar e coordenar o Sistema do Juizado Especial Cível, Turmas Recursais, Justiça Volante e Justiça Sobre Rodas no Estado do Acre; atuou como coordenadora geral dos Juizados Especiais Cível e Criminal do Estado do Acre; e coordenadora do concurso público para provimento de cargos efetivos do quadro permanente de 1ª e 2ª Entrâncias, bem como da Secretaria do Tribunal de Justiça do Estado do Acre (1995).

Também foi responsável técnica pela implantação da Justiça Volante do Estado do Amazonas; atuou como supervisora didática da Escola Superior da Magistratura do Estado do Acre – ESMAC, entre os anos 1997 e 1999; e no ano de 2001 idealizou o Programa Mutirão da Conciliação/Programa Conciliar, do qual é coordenadora desde 2002.

No período de 1999 a 2002, atuou como membro efetivo da Turma Recursal Única dos Juizados Especiais do Estado do Acre. Já entre 2002 e 2004 atuou como membro efetivo da 1ª Turma Recursal dos Juizados Especiais do Estado. De 2000 e 2002 também atuou como membro efetivo do Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Acre – TRE/AC.

Na Associação dos Magistrados do Acre – ASMAC, Maria Cezarinete foi diretora social da entidade, de 1994 a 1996; primeira vice-presidente, entre 2001 e 2002; exerceu a presidência no biênio 2003-2005; e atualmente é membro do Conselho da Comissão de Prerrogativas da Associação (2011-2012).

No âmbito da Associação dos Magistrados Brasileiros – AMB, a Juíza atuou como membro do Conselho Fiscal (2004-2007) e atualmente é assessora da Presidência da Associação (2010-2012).

Em reconhecimento a sua atuação como magistrada, Cezarinete Angelim já foi condecorada com o Título Honorário de Cidadã Cruzeirense, concedido pela Câmara de Vereadores de Cruzeiro do Sul, e com a Comenda da Ordem da Seringueira, no grau Comendador, conferida pela Prefeitura Municipal de Rio Branco.

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 13/01/2012