TJAC e Defensoria Pública juntos pela Meta 2

O Tribunal de Justiça do Acre e a Defensoria Pública do Estado se reuniram com o objetivo de somar esforços para o cumprimento da Meta 2. O TJAC já conta com apoio institucional do Ministério Público Estadual e da OAB para definir estratégias que garantam maior celeridade no julgamento dos processos distribuídos até 2005.

O engajamento dessas instituições é necessário para alcançar a Meta, visto que as decisões judiciais envolvem a participação direta do MPE, Defensoria Pública e OAB-AC.

A reunião contou a presença dos desembargadores Pedro Ranzi, Adair Longuini e Samoel Evangelista, Presidente, Vice-Presidente e Corregedor Geral da Justiça, da Defensora Geral Angélica Gouveia, do Corregedor José Cláudio dos Santos e da sub-defensora Rivana Ricarte. 

A Defensoria atua na representação e defesa das pessoas que não têm condições financeiras de contratar um advogado. Ela atua, por exemplo, na instauração de inquéritos policiais, defesa em processos criminais, divórcio, despejo e investigação de paternidade.

No caso da Meta 2, a parceria é fundamental para promover ações conjuntas que resultem na seleção do maior número possível de processos a serem julgados, principalmente nos mutirões realizados no interior do Estado.

Angélica Gouveia considerou a reunião enriquecedora, na medida em que as instituições trocaram experiências e conheceram melhor as suas realidades. Em relação à Meta 2, ela destacou que onde o Tribunal estiver, a Defensoria estará presente, para viabilizar maior eficiência na realização dos serviços prestados pela Justiça.

O Presidente Pedro Ranzi garantiu que, após a Defensoria definir o planejamento, o TJAC poderá fornecer o transporte para proporcionar a ida dos defensores até o interior.

Para mais informações sobre a campanha pela Meta 2 no Judiciário acreano, acesse o link especial sobre o tema disponível na página inicial do portal www.tjac.jus.br.

 
 

 

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 04/09/2009