TJAC diploma novos Agentes Comunitários

Os desembargadores Pedro Ranzi, Presidente do Tribunal de Justiça, e Eva Evangelista, Coordenadora do Programa Justiça Comunitária, o representante do Ministério da Justiça e coordenador do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (PRONASCI), Eduardo Dias, a Juíza de Direito Mirla Curtim, responsável pela execução do Justiça Comunitária, e o coordenador regional do Programa, Guilherme Mendes Neto, conduziram a solenidade de entrega dos certificados do Curso para Agente Comunitário de Justiça e Cidadania, realizada no dia 24 de julho, no auditório da Secretaria Estadual de Educação, em Rio Branco.

Após serem aprovados em processo seletivo simplificado, 146 agentes foram contratados e capacitados pelo TJAC. Promovido em junho deste ano pelo Centro de Capacitação dos Servidores do Poder Judiciário (CECAP), o curso de formação teve duração de 30 dias, com carga horária de 96 horas, sob orientação da Juíza Mirla Cutrim e supervisão geral da Desembargadora Eva Evangelista.

Os participantes receberam noções de Direito, conheceram o funcionamento dos órgãos públicos que compõem a estrutura do Estado e realizaram visitas a diversas instituições, para onde encaminharão as pessoas que buscam atendimento.

Ao iniciar a solenidade o Presidente do TJAC elogiou o trabalho executado pela Desembargadora Eva Evangelista e a equipe do Programa, que segundo ele é de grande alcance social.

"Vejo que estamos caminhando para a resolução dos conflitos. E isso me deixa muito feliz e honrado", afirmou o Desembargador Pedro Ranzi, agradecendo o apoio prestado ao Justiça Comunitária, principalmente à bancada parlamentar acreana em Brasília, que tem apresentado emendas ao Orçamento Geral da União destinando recursos para a execução do Programa.

Pedro Ranzi ainda agradeceu a presença do representante do Ministério da Justiça, cuja parceria tem se revestido da maior importância para a consolidação do Justiça Comunitária. "Sua presença é muito importante, pois lhe permite conhecer a nossa realidade ao mesmo tempo verificar a condução do nosso trabalho", enfatizou o Desembargador.

Em seu pronunciamento, Eduardo Dias agradeceu o convite para participar da solenidade e destacou o fato de o Acre ser hoje o estado brasileiro com maior número de agentes comunitários. Embora tenha mencionado as dificuldades que os agentes irão enfrentar para levar justiça às comunidades mais carentes, Dias pediu eles que persistam em sua missão.

"A missão dos senhores não será fácil. Porém, este trabalho é de muita importância para as pessoas que precisam de vocês. Portanto, tenham perseverança em sua missão", disse.

Ao saudar os novos agentes, a Juíza Mirla Cutrim lembrou a importância do Programa e do trabalho que eles realizarão. "Nós não estamos por dinheiro, não estamos aqui por título. Estamos aqui por justiça", disse a magistrada, fazendo um pedido especial de compromisso para os formandos. "Um compromisso de amor. É o amor que nos faz buscar a paz", ressaltou.

Para a Desembargadora Eva Evangelista, a cada dia que passa o Justiça Comunitária ganha mais densidade. Ela lembrou as dificuldades dos agentes durante a realização do curso e os estimulou a prestar um bom trabalho à sociedade. "Jamais vou esquecer este dia", afirmou.

A Coordenadora do Programa agradeceu o apoio que o Programa tem recebido da Administração do Tribunal e fez questão de agradecer a colaboração de todas as instituições parceiras. "Esse apoio é muito importante para que alcancemos tanto sucesso", concluiu Eva Evangelista.

A solenidade também contou com uma apresentação do coral da Igreja Metodista Wesleyana, que, assim como havia cedido o espaço para realização do mutirão de atendimentos na Baixada do Sol, Regional IV de Rio Branco, fez questão de prestigiar a solenidade de diplomação dos novos agentes comunitários.

 

Leia mais:

 

 

 

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 28/07/2009