TJ leva cidadania e justiça a população carente através da Jornada de Mediação

Cléia Serra Foto: Auricélio Carvalho RIO BRANCO, AC – O Tribunal de Justiça do Acre através do programa Justiça Itinerante leva cidadania e justiça social a sete bairros da capital. As ações do Tribunal de Justiça chegam às comunidades mais distantes e carentes, em um ônibus que transporta uma equipe composta por agentes comunitários, estudantes de direito e um juiz. Ao estacionar o veiculo é transformado em juizado especial que através de formas alternativas resolve os mais variados problemas de cunho jurídico, criminal e social. Para a juíza e coordenadora, Mirla Regina, o programa significa a modernização e descentralização das ações do Tribunal de Justiça que antes eram limitadas a quatro paredes. “Eu considero o programa, uma vitória, tanto para a população, quanto para nós juizes. Para a população porque está sendo melhor informada e assistida pelo poder público; e para nós, porque estamos conseguindo mudar a idéia de que a justiça é uma instituição arcaica e que só existe para os ricos. Fico feliz em saber que podemos solucionar ou mediar conflitos de milhares de pessoas, de forma rápida e desburocratizada”, comemora. A dona de casa, Keila Aparecida, parabenizou a iniciativa do TJ em facilitar o acesso dos serviços e do atendimento ao publico. “Esse programa é ótimo porque resolve de forma imediata problemas jurídicos mais simples. Antes era difícil até marcar uma audiência quanto mais ter uma solução satisfatórios de coisas que as vezes até perecem ser simples, mas para nós da classe baixa, pode significar muito”, conclui. O programa que está sendo realizado durante toda esta quinta-feira, na Escola Gloria Perez, recebeu a visita da consultora da UNICEF, Vera Neonelli, advogada especialista em direitos humanos e coordenadora do Jus Populi no Estado da Bahia. “Eu acho que a descentralização de poderes é uma tendência mundial. E programas como esse além de exercer cidadania, promovem a paz social que é o que todos almejamos”, enfatiza. A Jornada de mediação faz parte do programa Justiça Comunitária itinerante que o Tribunal de Justiça do Acre, em parceria com a Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República e Escola Superior de magistratura, realiza em 7 bairros da capital acreana, levando às comunidades, noções de justiça e cidadania. Fonte: noticiasdahora.com

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 09/09/2005