TJ instalará mais cinco CICs

BRASÍLIA, DF – Com o apoio do vice-presidente do Senado, Tião Viana (PT-AC), o Tribunal de Justiça do Acre vai levar o projeto Centros Integrados de Cidadania a mais cinco municípios acreanos ainda este ano. A continuidade do programa foi assegurada ontem pelo ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos. Em audiência com Viana, Thomaz Bastos se comprometeu liberar R$ 5 milhões para a interiorização do programa. O ministro ainda garantiu o repasse de outros R$ 1 milhão, oriundos de emendas parlamentares, para a instalação dos centros de cidadania em Rio Branco, a capital do Estado. A audiência contou com a presença do presidente do TJ acreano, desembargador Samoel Evangelista, e do procurador-geral de Justiça, Eliseu Buchmeier de Oliveira. “Sensibilizado com o nosso pedido, o ministro garantiu que hoje [ontem] iria autorizar a aprovação dos projetos que apresentamos”, disse Evangelista. O desembargador ressaltou que o rápido atendimento do pleito é conseqüência do empenho pessoal do senador Tião Viana pela aprovação dos projetos de interesses do Judiciário acreano. Segundo Evangelista, o senador Tião Viana sempre foi um aliado incondicional do Judiciário. “E agora, na vice-presidência do Senado, esse apoio redobrou”, disse o desembargador, elogiando o fato de Viana vir usando sua influência para levar mais benefícios à população do Acre. Os centros de cidadania atendem gratuitamente a população com a expedição de diversos documentos, entre os quais Carteira de Identidade, Certidão de Nascimento, CPF e Carteira de Trabalho. Os recursos prometidos pelo Ministério da Justiça vão permitir a instalação dos centros nos municípios de Jordão, Santa Rosa do Purus, Capixaba, Xapuri e Sena Madureira. Promotorias Na audiência, Thomaz Bastos ainda sinalizou com a liberação de mais R$ 1,4 milhão para o Ministério Público do Acre. Essa verba é destinada à construção das sedes das promotorias de Cruzeiro do Sul e Brasiléia. Dos 22 municípios acreanos, hoje em apenas dois deles – Sena Madureira e Tarauacá – as promotorias têm sedes próprias. Ainda acompanhados de Viana, o desembargador e o procurador também se encontraram com o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, de quem reivindicaram a doação para seus órgãos de computadores, impressoras, entre outros equipamentos apreendidos pelo Fisco. De acordo com Samoel Evangelista, Rachid garantiu que atenderá o pleito. A Receita também doará esses equipamentos aos órgãos de segurança do Estado. Fonte: CHICO ARAÚJO

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 05/05/2005