TJ homenageia Ciro Facundo de Almeida

Após vinte e um anos de serviços prestados à Justiça acreana como magistrado, o desembargador Ciro Facundo de Almeida deixou o Tribunal de Justiça do Estado do Acre. A despedida do magistrado, que completou setenta anos de idade e se aposentou compulsoriamente, aconteceu durante sessão especial realizada no Plenário do Tribunal. Essa foi a primeira vez que a Corte realizou uma sessão desse tipo para homenagear um de seus membros.

A sessão foi presidida pela desembargadora Izaura Maia, presidente do TJAC, contou com a presença de todos os desembargadores e foi prestigiada por vários juízes, por um grande número de servidores e assessores do Tribunal, amigos de Ciro Facundo, convidados e autoridades constituídas.

A desembargadora Eva Evangelista de Araújo Souza, corregedora-geral da Justiça, como decana da Corte, saudou o homenageado. Em seguida, discursou o procurador de justiça Willians João Silva, que representou o Ministério Público do Estado do Acre.

O advogado Florindo Poersch, presidente da seccional Acre da OAB, falou em nome da entidade, ressaltando o retorno do magistrado à classe dos advogados, lembrou que “o filho que volta para casa não erra o caminho” e afirmou “a magistratura acreana perde um grande componente, porém a OAB ganha um grande advogado”.

Em seguida, foi a vez do homenageado usar da palavra e receber das mãos do desembargador Pedro Ranzi, vice-presidente do Tribunal, um quadro em homenagem ao tempo que dedicou ao Poder Judiciário do Acre. Antes de ser cumprimentado pelos presentes Ciro Facundo ainda foi homenageado pelo juiz Laudivon de Oliveira Nogueira, presidente da Associação dos Magistrados Acreanos – ASMAC, e pela servidora Adalcilene Araripe, que representou os servidores de seu gabinete.

Leia o discurso de saudação da Desembargadora Eva Evangelista.

Leia o texto de saudação do Juiz Luiz Camolez.

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Atualizado em 08/06/2015