Semana da Justiça pela Paz em Casa é levada para a comunidade do rio Croa

Presente na atividade organizada na comunidade do rio Croa, a desembargadora Eva Evangelista, reafirmou a importância das ações continuadas de atendimento ao cidadão

A coordenadora estadual das Mulheres em Situação de Violência Doméstica e Familiar (COMSIV) do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), desembargadora Eva Evangelista, levou a Semana Justiça da Paz em Casa à comunidade do rio Croa na quarta-feira (21) e ao presídio feminino de Cruzeiro do Sul na quinta-feira (22). A ação fez parte da campanha Outubro Rosa realizada pelo gabinete da primeira-dama, da Secretaria de Estado de Assistência Social, dos Diretos Humanos e de Políticas para as Mulheres (SEASDHM), da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), com o apoio das Secretarias Municipais de Saúde Assistência Social e Cultura de Cruzeiro do Sul.

Nos locais, o Poder Judiciário compartilhou dos atendimentos com as instituições parceiras, entre elas a Comissão da Mulher Advogada da OAB/Acre, com vistas a ações educativas contra a violência doméstica, reforçando a importância da denúncia contra os agressores, fortalecendo a Rede de Proteção à Mulher. No período da pandemia, houve o aumento na quantidade de ocorrências relacionadas à violência doméstica, chegando a registrar ainda seis casos de feminicídio nos primeiros seis meses do ano e duas tentativas de homicídio.

Presente na atividade organizada na comunidade do rio Croa, a desembargadora Eva Evangelista, reafirmou a importância das ações continuadas de atendimento ao cidadão.

“Esse é um momento singular, pelo compartilhamento de instituições diversas irmanadas nos atendimentos a esta comunidade distante, alcançada somente pelo rio Croa, na entrega de serviços à população constituída de 72 famílias, sendo que em 60% delas as mulheres assumem a economia dos lares. Assim, a presença da Coordenadoria das Mulheres do TJ/AC, representando o Poder Judiciário é traduzida no reconhecimento da necessidade de integração de poderes e instituições em cooperar para proporcionar atendimentos de políticas primárias, que o cidadão tanto precisa, concretizando a garantia constitucional do acesso à Justiça” disse a coordenadora da COMSIV.

A desembargadora Eva Evangelista aproveitou para realizar, na quinta-feira (22), uma visita conjunta com o Ministério Público do Estado e com Diretoria de Políticas para Mulheres da SEASDHM a Casa Abrigo Juruá, equipamento importante na rede de proteção mulher que tem como objetivo acolher vítimas de violência doméstica em risco iminente de morte, por um período de até 120 dias. O objetivo do encontro foi fortalecer a Rede de Proteção às Mulheres de Cruzeiro do Sul.

A Casa abrigo, que possui endereço sigiloso, tem a capacidade de abrigar 10 mulheres. No local, as mulheres recebem apoio psicológico e médico, podendo participar também de cursos. Participaram da reunião, a coordenadora da SEASDHM no Juruá, Milca Oliveira dos Santos, a diretora de Políticas para as Mulheres, Isnailda Gondim, a representante da OAB/AC, Isabela Fernandes, a promotora Juliana Barbosa Hoff e a desembargadora.

No presídio, os órgãos envolvidos na ação deram continuidade ao apoio à campanha Outubro Rosa, de atendimentos de serviços de saúde às mulheres encarceradas e ações educativas.

Sob a coordenação de Eva Evangelista, a Semana da Paz em Casa chega na XVII edição, abrangendo todo o Estado com ações consideradas inovadoras, superando o distanciamento social provocado pelo coronavírus, em que a própria magistrada, e outros tantos envolvidos com o Programa de Conscientização da Paz em Casa, em parceria com a Secretaria de estado de Educação e a TV Aldeia, fez a gravação de palestra dirigida aos alunos do ensino básico contra a violência doméstica e familiar contra a mulher buscando atingir os lares de todos os acreanos. (ASMAC)

Postado em: Galeria, Notícias | Tags:

Fonte: Atualizado em 29/10/2020