SEBO do Centro Cultural do TJAC arrecada mais de uma tonelada em alimentos

Desde sua criação, o projeto SEBO do Centro Cultural do Tribunal de Justiça do Acre já arrecadou mais de uma tonelada de alimentos não perecíveis (arroz, feijão, açúcar ou leite em pó). Uma vez reunidas, as doações são repassadas por servidores do TJAC para famílias carentes e instituições que cuidam de idosos, crianças e portadores de câncer e hanseníase. Todas as doações são feitas através de cautelas, onde o beneficiado ou representante da instituição beneficiada assina o recebimento dos produtos.

As famílias carentes são identificadas e cadastradas a partir dos atendimentos de outra importante iniciativa do Tribunal: o Projeto Cidadão, que tem como objetivo garantir às comunidades mais carentes e localidades de difícil acesso o acesso facilitado a importantes serviços públicos, especialmente à documentação básica.

Entre as diversas casas de ajuda de Rio Branco que já receberam doações arrecadadas pelo SEBO do Centro Cultural estão a Associação Amigos do Peito, Lar dos Vicentinos, Educandário Santa Margarida.

 

A iniciativa do SEBO surgiu em 2011 a partir da constatação do desembargador aposentado Arquilau Melo, de que os alunos que frequentavam a Biblioteca do Tribunal de Justiça do Acre e as aulas das “Quintas do Araken”, muitas vezes necessitavam de apenas um artigo jurídico ou um capítulo de um livro – em sua maioria caros -, para suas atividades acadêmicas.

A partir de então, surgiu a ideia de incentivar magistrados, promotores de Justiça, defensores públicos, procuradores e advogados para que doassem seus livros sem uso para a formação de um SEBO, no intuito de disponibilizar aos estudantes, naquele primeiro momento, o acesso aos acadêmicos de Direito a livros jurídicos.

A ideia, no entanto, foi rapidamente ampliada, uma vez que as doações começaram a surgir espontaneamente, com livros de todas as áreas, como explica a chefe da seção de acervo bibliográfico do TJAC, Ana Cunha. “Hoje o SEBO conta com acervo de literatura, livros didáticos, além dos livros de Direito, que continuam sendo o foco principal do projeto”, fala a servidora.

Com o lema “Doe livros e compartilhe conhecimentos”, o SEBO funciona na Biblioteca do Centro Cultural do Tribunal. No local, alunos, servidores e visitantes podem trocar obras científicas, literárias ou de ficção.  Caso se interesse por algum dos livros disponíveis para troca, o visitante pode levá-lo consigo, mas deve deixar no local algum outro livro usado, dando, assim, continuidade à cadeia de compartilhamento. Outra opção é adquirir um dos livros disponíveis no Sebo através da doação de um quilo de alimento não perecível e, dessa forma, ajudar famílias carentes e instituições filantrópicas da capital acreana.

Mas nem todas as doações recebidas vão parar no SEBO. Após o processo de triagem, muitos livros e revistas são doados para alunos da rede pública de ensino para utilização em atividades lúdicas e escolares, principalmente para Escolas da Zona Rural do município de Rio Branco.

Todas as doações recebidas, após catalogadas, ganham esse selo.

Para doar um livro

A arrecadação de livros do projeto SEBO pode ser feita de segunda a sexta-feira, das 8h às 18 h, no Palácio da Justiça, localizado na Rua Benjamin Constant, 277, centro, próximo ao Fórum Barão do Rio Branco.

Os interessados também podem ligar para os números (68) 3211 5560 / 3211 5561, que uma equipe do TJAC irá providenciar a coleta, diretamente em sua residência ou local de trabalho.

Serviço

Projeto SEBO do Centro Cultural do TJAC
Quando: de segunda a sexta-feira, das 8 às 18 horas
Quanto: entrada gratuita*
Onde: Palácio da Justiça (Centro Cultural do TJAC), Rua Benjamin Constant, 277, Centro

* todas as obras podem ser adquiridas através da doação de outro livro ou um quilo de alimento não perecível (arroz, feijão, açúcar ou leite em pó).

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Atualizado em 25/06/2015