Samoel Evangelista: justiça precisa ser ousada

O Presidente do Tribunal de Justiça do Acre, desembargador Samoel Evangelista, disse nesta segunda-feira durante a solenidade de unificação da Ceman que a presença de vários magistrados – juizes e desembargadores – naquele ato, demonstrava a deferência e o respeito que todos têm pela classe dos oficiais de justiça. Segundo Samoel Evangelista, o magistrado, o oficial de justiça e o servidor do Poder Judiciário, enquanto servidor público que é, não deve ter medo de ousar e uma das ousadias citadas por ele é exatamente a possibilidade de unificação da Central de Mandados, para o melhor funcionamento da Justiça. O desembargador disse também que o próximo passo de sua gestão é a unificação dos Juizados Especiais Cíveis no prédio do antigo Colégio Dom Pedro II, que está sendo adequado para o funcionamento em suas instalações de todos os juizados especiais cíveis da Capital. “Podem me perguntar: vai dar certo? Não sei, mas precisamos ter ousadia para tentar e isso nós estamos fazendo”, disse o presidente do TJ, que parabenizou os oficiais pelas novas instalações e ao juiz Adair Longuini e ao juiz auxiliar Laudivon Nogueira pela decisão de unificar a Central de Mandados da Capital.

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 15/05/2006