Samoel é eleito presidente do TJ

O desembargador Samoel Martins Evangelista foi eleito ontem presidente do Tribunal de Justiça do Acre para o biênio 2005-2007, em sessão do Pleno Administrativo presidida pelo desembargador Ciro Facundo de Almeida. A posse está marcada para o dia 1º de fevereiro. Para a Vice-Presidência foi eleita a desembargadora Eva Evangelista de Araújo Souza, que acumulará a função com a de diretora da Escola Superior da Magistratura Acreana (Esmac), uma vez que foi reconduzida para dirigir por mais um mandato a escola. O desembargador Arquilau de Castro Melo será o corregedor de Justiça nos próximos dois anos. Pela tradição do Poder Judiciário acreano, o desembargador da vez a assumir a Presidência seria Feliciano Vasconcelos de Oliveira, por ser o mais antigo que ainda não esteve n o cargo. Mas o magistrado desistiu e na anunciou seu desinteresse em ser eleito para presidente do TJ, mês passado, reafirmando a decisão antes da eleição de ontem. Assim o caminho ficou livre para o desembargador da vez, nesse caso, Samoel Evangelista. Na mesma sessão de ontem, foram eleitos os desembargadores Francisco das Chagas Praça para a Presidência da Câmara Criminal e Izaura Maia para a Presidência da Câmara Cível. QUEM É SAMOEL O presidente eleito do Tribunal de Justiça do Acre tem 47 anos e nasceu em Rio Branco. É filho de José Benedito Evangelista com dona Maria Estela Martins Barbosa. Formou-se em Direito pela Universidade Federal do Acre, tendo colado grau em 1984, sendo na ocasião o orador da turma. Foi acadêmico de Economia e Letras também pela Ufac. Chegou a desembargador ocupando a vaga destinada ao Ministério Público. Assumiu diversos cargos públicos no Estado como o de diretor do Departamento de Identificação da Secretaria de Segurança Pública e secretário da mesma pasta. Foi nomeado Promotor de Justiça de Primeira Entrância em setembro de 1985 e atuou em Tarauacá, Feijó, Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, além de passar pela 1ª Promotoria Criminal de Rio Branco e atuar ainda nas áreas de Família, Militar e Eleitoral. Em 20 de setembro de 1996 foi promovido pelo critério de merecimento ao cargo de procurador de Justiça e em 1997 voltou a ocupar a Secretaria de Justiça e Segurança Pública. Depois, em novembro de 1998, assumiu a Diretoria-Geral do Detran. Em 15 de setembro de 1999 foi nomeado Corregedor-Geral do Ministério Público do Estado do Acre para o biênio 1999/2001, sendo reconduzido ao cargo para o biênio seguinte. Foi ainda vice-presidente do Conselho Regional de Segurança da Fronteira Oeste (CONSEFO) e diretor financeiro do Conselho Nacional dos Corregedores-Gerais do Ministério Público dos Estados e da União; No dia 12 de julho de 2002 foi nomeado para o cargo de desembargador do Tribunal de Justiça e atualmente é o vice-presidente do TJ e coordenador dos Juizados Especiais. CONCURSOS: Em julho de 1977, aprovado em 2º Lugar em Concurso Público para o Cargo de Datilógrafo do SENAI – Centro de Formação Profissional “Cel. Auton Furtado”; Em 1977, aprovado em 1º Lugar em Concurso Público para o Cargo de Datilógrafo do INCRA – CR 14; Em 7 de abril de 1978, aprovado em 1º Lugar em Concurso Público realizado pelo DASP, para o Cargo de Agente Administrativo do Instituto Nacional de Previdência Social-INPS; Em 1983, aprovado em 3º Lugar em Concurso Público para o Banco Nacional de Habitação; Em 1985, aprovado em 1º Lugar em Concurso Público para o Cargo de Promotor de Justiça do Estado do Acre;

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 13/12/2004