Rádio Justiça: debate sobre a evolução histórica da linguagem forense

Confira, a seguir, os destaques da programação da Rádio Justiça para hoje, sexta-feira, 04.04.2008. Informamos que a programação segue o horário oficial de Brasília (DF), mas que a Rádio disponibiliza em seu sitewww.radiojustica.gov.br – um acervo onde os usuários podem consultar, ouvir ou fazer o download dos programas de seu interesse.

Rádio Justiça produz série de reportagens sobre Brasília

Brasília completa 48 anos no dia 21 de abril. Para comemorar, a Rádio Justiça apresenta uma série de reportagens especiais sobre a capital federal. A primeira é um histórico sobre a criação de Brasília, desde o sonho de Dom Bosco, no século 19, até a inauguração da cidade pelo presidente Juscelino Kubitschek, em 1960. A matéria é assinada pela repórter Roniara Castilhos. Entre os entrevistados, pioneiros e historiadores. Acompanhe no programa “Notícia e Cidadania” 1ª Edição, a partir 8h da manhã desta sexta (4) e, também, no programa “Acesso Público”, a partir das 22 horas.

Evolução histórica da linguagem jurídica é tema do “Espaço Forense”

As comemorações, pelo Supremo Tribunal Federal (STF), dos 200 anos do Judiciário Independente no Brasil terminam dia 10 de maio. A data marca o dia da elevação do Tribunal da Relação do Rio de Janeiro à condição de Casa da Suplicação do Brasil. A partir de então, os recursos deixaram de ser encaminhados a Portugal, mesmo após a volta de Dom João VI para Lisboa. Em mais um programa em comemoração ao bicentenário, o “Espaço Forense”” debate a evolução histórica da linguagem jurídica. Pedro Beltrão e Miguelzinho Martins entrevistam, nesta sexta, o especialista em direito constitucional Luís Roberto Barroso, o desembargador Rui Portanova e a professora de letras Rosângela Gabriel. A partir das 11h da manhã.

Ex-cirurgião plástico vai a júri popular por morte de paciente

O magistrado Jesseir Coelho de Alcântara, da 1ª Vara Criminal de Goiânia, decidiu que o ex-cirurgião plástico Marcelo Caron irá a júri popular pela morte de uma paciente. Ela morreu em 2001, dias depois de uma lipoescultura. O juiz afirmou que, em interrogatório, o ex-cirurgião negou a autoria do crime e atribuiu a morte da mulher à má conduta de outro médico e sua equipe que, segundo ele, deixaram de fazer a drenagem no local do ferimento. Para o magistrado, Caron não conseguiu provar suas alegações e há o agravante de que, na época, ele não era residente em cirurgia plástica e, sim, estagiário. A partir das 7h da manhã, o programa “Hora Legal” entrevista o juiz Jesseir Coelho de Alcântara.

Direito Direto discute a idade para o ingresso no serviço público

Brasília é a cidade dos chamados concurseiros. Candidatos, principalmente os jovens, lotam salas de cursos preparatórios atrás de uma vaga no serviço público, mas será que editais podem estabelecer limites de idade para a participação em um concurso? O apresentador Walter Lima debate o assunto com especialistas, como a advogada trabalhista Sônia Mascaro Nascimento e o professor de curso preparatório José Wilson Granjeiro. O médico geriatra João Batista Lima Filho também participa do programa. O segundo tema do programa “Direto Direto” desta sexta são os abrigos para idosos. Acompanhe a partir das 15 horas.

A hora da estrela Clarice Lispector no "Pro Verbo"

Mistério e lirismo filosófico na prosa poética de Clarice Lispector. Acompanhe no programa “Pro Verbo”. Nesta sexta e domingo (4 e 6), às 21h e 22h, respectivamente. O programa“”Justo Samba”” vai até a raiz dos desfiles das escolas do Rio de Janeiro com o disco “Ofício de Puxador”, de Neguinho da Beija-Flor. A partir de meio-dia e meia desta sexta.

Justiça no Rádio analisa temas polêmicos com especialistas

Mulher que teve fotos pornográficas divulgadas na internet vai receber indenização de R$ 100 mil, lei catarinense que limita número de alunos por sala de aula é questionada no STF e empresa que obrigava funcionária a se fantasiar de palhaço todos os dias é condenada a indenizar a empregada. Esses são os destaques do “Justiça no Rádio” desta sexta. A partir das 9h da manhã.

Radioagência Justiça

As principais notícias do Judiciário estão nos jornais das 8h, 12h, 18h30 e 22h30. Os boletins podem ser retransmitidos por outras emissoras. Basta um cadastro pela internet. A Rádio pode ser sintonizada na freqüência 104,7 FM, em todo o Distrito Federal, ou pela rádio web, via internet, no endereço eletrônico www.radiojustica.gov.br. Nas unidades do Poder Judiciário do Acre, os interessados devem acessá-la a partir do link disponível na página do TJAC: www.tj.ac.gov.br.

  

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 04/04/2008