Rá¡dio Justiça: clonagem de documentos em discussão no

Confira, a seguir, os destaques da programação da Rádio Justiça para hoje, sexta-feira, 28.03.2008. Informamos que a programação segue o horário oficial de Brasília (DF), mas que a Rádio disponibiliza em seu site – www.radiojustica.gov.br – um acervo onde os usuários podem consultar, ouvir ou fazer o download dos programas de seu interesse.

Terceirização de serviços em discussão na Rádio Justiça nesta sexta

 

A legalidade de determinadas formas de terceirização nas corporações brasileiras, sejam públicas ou privadas, muitas vezes é questionada na Justiça. Para debater os prós e os contras das terceirizações, Pedro Beltrão e Miguelzinho Martins entrevistam, a partir das 11h da manhã, o juiz Gerson Lacerda Pistori, a advogada Celita de Oliveira e o presidente da Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho, Sebastião Vieira Caixeta.

Reportagem especial sobre diferenças entre importunação ofensiva e atentado violento ao pudor

O padre Avelino Backes foi condenado a sete anos de cadeia em regime fechado por atentado violento ao pudor. Antes, a condenação era de multa de um salário mínimo por importunação ofensiva. O padre foi acusado por coroinhas e alunas de catequese, todas com idade entre nove e dez anos de idade. As diferenças entre importunação ofensiva e atentado violento ao pudor estão em matéria especial assinada pelo repórter Fábio Ruas. Ouça no programa “Notícia e Cidadania” 1ª Edição, a partir das 8h da manhã.

Estudo sobre o judiciário brasileiro é tema do “Hora Legal”

O Instituto Brasileiro de Administração do Sistema Judiciário (Ibrajus) acaba de divulgar um estudo sobre o Judiciário. A pesquisa revela, por exemplo, o número de eleitores e a relação entre a população e o percentual de desembargadores. O estudo possibilita concluir onde os serviços judiciários estão mais aparelhados. Sobre o tema, Pedro Beltrão entrevista o desembargador e presidente do Ibrajus, Wladimir Passos de Freitas. O programa “Hora Legal”começa às 7h da manhã.

A obrigação de laboratório pagar indenização pelo comércio de pílulas de farinha é destaque no programa “Justiça no Rádio”

Aluno aprovado em vestibular consegue ingressar na faculdade mesmo sem ter terminado o ensino médio; donos de casarões coloniais no centro histórico de São Luís (MA) terão de reformar os imóveis para evitar desabamento; e Superior Tribunal de Justiça mantém obrigação do laboratório Schering pagar indenização coletiva de R$ 1 milhão por colocar pílulas de farinha no mercado. Esses são os destaques do “Justiça no Rádio” desta sexta. A partir das 9h da manhã.

Clonagem de documentos em discussão no “Direito Direto”

Algumas pessoas só descobrem a clonagem de seus documentos quando recebem o aviso de restrição de crédito. Para provar a falsificação, a vítima precisa passar por um verdadeiro martírio. O que fazer? Para debater o tema, Walter Lima entrevista a titular da Delegacia de Falsificações e Defraudações da Polícia Civil do Distrito Federal, Vera Lúcia da Silva, e o advogado criminal Sergei Cobra Arbex. Outro tema do programa desta sexta (28) é como o consumidor pode se livrar do cartão de crédito indesejado. O “Direito Direto” começa às 15h.

Luís Fernando Veríssimo no “Pro Verbo”

O “Pro Verbo” apresenta as comédias nada privadas de Luís Fernando Veríssimo, escritor que quase não fala, mas faz muita gente dar risada. A partir das 21h. No programa “Justo Samba”, a partir das 12h30, o jovem Diogo Nogueira, filho do sambista João Nogueira, segue os passos do pai.

Emissoras recebem os boletins da Radioagência Justiça

As emissoras interessadas podem receber boletins diários produzidos pela Radioagência. Basta um cadastro no site. São jornais com as principais notícias do Judiciário transmitidos nos horários de 8h, 12h, 18h30 e 22 horas. A Rádio pode ser sintonizada na freqüência 104,7 FM em todo o Distrito Federal, ou pela rádio web, via internet, no endereço eletrônico www.radiojustica.gov.br. Nas unidades do Poder Judiciário do Acre, os interessados devem acessá-la a partir do link disponível na página do TJAC: www.tj.ac.gov.br.

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 28/03/2008