Projeto Cidadania e Justiça na Escola é desenvolvido em Acrelândia

Com o apoio do Tribunal de Justiça e da Escola Superior da Magistratura do Acre, a Comarca de Acrelândia iniciou no mês de agosto a implantação do Projeto Cidadania e Justiça na Escola.

No dia 7 de agosto, a juíza Maria Rosinete, titular da Comarca, apresentou o projeto à equipe pedagógica, professores e direção da Escola Pedro de Castro Meireles, instituição parceira na atividade.

Já no dia 21, mais de 140 alunos da 6ª série receberam a palestra “Cidadania: direitos e deveres”. Na oportunidade foram distribuídas cartilhas para que os professores continuassem o estudo do assunto e orientassem os alunos sobre a confecção de uma redação acerca da temática, sendo que as três melhores seriam premiadas pela equipe do projeto.

De acordo com o cronograma da atividade, no dia 22 de agosto os alunos visitaram as instalações do Fórum de Acrelândia. Para eles, foi um dia inesquecível. Muitos disseram que descobriram que ser cidadão não é apenas votar, mas também lutar por seus direitos e estar ciente de suas obrigações.

O encerramento das atividades do projeto aconteceu no dia 19 de setembro, com apresentações culturais dos alunos. Os estudantes apresentaram peças teatrais, coral, júri simulado e as suas edações, dentre as quais as três melhores foram premiadas:

  • 1º lugar – Thaís Silva lima (6º ano D)
  • 2º lugar – Karoline Santos de Oliveira (6º ano B)
  • 3º lugar – Tailana Rodrigues Medeiros (6º ano E)

Para juíza Maria Rosinete, que sempre acreditou no respeito ao próximo, ter levado às crianças o significado desse valor e parcela do conhecimento dos direitos e deveres de todos os cidadãos, foi algo que a engrandeceu enquanto pessoa. “Não há nada mais gratificante que saber que você está inspirando esses pequenos na realização de sonhos”, afirmou.

O Projeto Cidadania e Justiça na Escola é coordenado pela desembargadora Eva Evangelista, criado e implementado nacionalmente pela Associação dos Magistrados Brasileiros. Seu objetivo principal é conscientizar as crianças sobre democracia, direitos e deveres, estrutura e funcionamento do Poder Judiciário.

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Atualizado em 10/06/2015