Projeto Cidadania e Justiça na Escola: Alunos de cinco escolas de Rio Branco participam de palestras educativas com magistrados

O Tribunal de Justiça do Acre e a Escola Superior de Magistratura do Acre encerraram essa semana mais uma rodada de palestras do Projeto Cidadania e Justiça na Escola.

No dia 16 de agosto, a palestra “Os três poderes” foi apresentada na Escola José Potyguara, no bairro Novo Calafate, pela juíza de Direito Louise Santana. Os alunos pausaram as aulas para aprender sobre a estrutura do Poder Judiciário.

A juíza de Direito Maha Manasfi levou a mesma palestra à Escola Álvaro Vieira da Rocha no dia 21 de agosto. Para facilitar o entendimento e não desviar a atenção dos alunos, a metodologia utilizada foi o teatro de fantoches com personagens bem conhecidos para a faixa etária dos estudantes.

No dia 30 de agosto, as palestras aconteceram na Escola Maria Lúcia Marin, no bairro Morada do Sol. Pela manhã, a palestra ficou por conta da juíza Ivete Tabalipa e à tarde pelo juiz Edinaldo Muniz. Ao final das palestras, os juízes responderam as perguntas dos alunos, que mostraram interesse em conhecer mais sobre o Poder Judiciário.

Depois da palestra “Os três poderes”, a Escola Álvaro Vieira da Rocha, recebeu no dia 4 de setembro o juiz Lois Arruda, que ministrou a palestra “Cidadania: direitos e deveres”. Os alunos aprenderam que todas as crianças têm direitos e deveres a cumprir, sobretudo respeitar os pais, obedecer aos professores e, principalmente, respeitar os direitos dos outros.

Finalizando a semana de palestras, no dia 5 de setembro, a juíza Louise Santana discutiu o tema “Os três poderes”.  Os estudantes da Escola Irmã Maria Gabriela aprenderam que a justiça, assim como, a cidadania é construída no dia-a-dia, a partir da participação social e colaboração para o bem comum.

Segundo Louise Santana, as crianças tiveram oportunidade de compartilhar suas dúvidas sobre o funcionamento dos três poderes e de saber a importância da Constituição Federal e das leis que regem o país. Para os magistrados, foi um exercício de cidadania, de aprendizado e de crescimento pessoal.

O Projeto Cidadania e Justiça na Escola é coordenado pela Desembargadora Eva Evangelista, criado e implementado nacionalmente pela Associação dos Magistrados Brasileiros. Seu o objetivo é conscientizar crianças sobre democracia, direitos e deveres, e a estrutura do Poder Judiciário, com o propósito de torná-las agentes multiplicadores de conhecimentos e práticas sociais em suas comunidades.

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Atualizado em 10/06/2015