Programa Começar de Novo: Vepma realiza formatura de reeducandos

A noite da última segunda-feira (15) marcou a formatura de mais duas turmas do Curso de Formação de Cabeleireiros, oferecido pela Vara de Execução de Penas e Medidas Alternativas (Vepma) da Comarca de Rio Branco, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac).

O evento aconteceu no Teatro Plácido de Castro e contou com a presença da juíza titular da Vepma, Maha Manasfi, da diretora regional do Senac, Hirlete Meireles, da defensora pública Maria Queiroga, da representante da Secretaria Estadual de Pequenos Negócios (Sepnegócios), Nancy Barroso, da representante do Instituto de Administração Penitenciaria do Acre (Iapen/AC), Valéria Santana, da vereadora Graça Ferreira (PSDC), que representou o município de Rio Branco, além dos formandos e seus familiares e amigos.

A cerimônia de entrega dos certificados de conclusão do curso teve um significado especial para os 31 formandos que participaram dos seis meses de atividades. A partir de agora, eles deixam para trás o período de aprendizado, quando, sob a supervisão do instrutor Mario Albuquerque, aprenderam, entre outras coisas, as técnicas de corte, pintura, hidratação, escova e alisamento e começam a desenvolver profissionalmente suas atividades.

Jacó Rodrigues é uma dessas pessoas. Ele lembrou que ainda na infância já tinha vontade de um dia se tornar um bom cabeleireiro. “Eu pensava: um dia vou ser um cabeleireiro e ajudar a transformar o visual das pessoas. É muito gratificante a pessoa olhar para você e dizer: ficou muito bom, muito obrigado”, disse.

A também formanda Cristiana Silva lembra que por várias já havia tentado participar um curso de formação de cabeleireiros. “Eu nunca conseguia, porque sempre tinha que pagar, então, ficava complicado, né? É muito gratificante ter conseguido chegar ao final do curso. Agora é continuar em frente – me capacitando, sempre – e abrir meu salão de beleza, eu já tenho até o ponto para fazer isso, ali na Rua Minas Gerais”.

Falando aos formandos e seus familiares, a juíza titular da Vepma, Maha Manasfi, disse sentir orgulho não somente da obstinação com que os alunos encararam o período de formação do curso, mas também daqueles que os apoiaram durante a jornada. “Foram seis meses de perseverança, de sacrifício e muita doação, mas aqui estão mais duas turmas de cabeleireiros entregues à sociedade acreana com louvor. Temos orgulho de vocês pela coragem e pela força de vontade. Temos orgulho de suas famílias pelo incentivo e também pela compreensão. Temos orgulho da sociedade que receberá vocês de braços abertos para uma nova oportunidade”, destacou a magistrada.

A diretora regional do Senac, Hirlete Meireles, também ressaltou o empenho que cada um dos formandos teve durante a realização do curso. “Você aprenderam com afinco, responsabilidade e também com amor. O Senac se orgulha de poder participar desse momento, tão inesquecível, tão especial. Agora é hora não só de olhar para o passado e agradecer, mas também de olhar para o futuro e construir um novo presente”, disse Hirlete Meireles.

Coral Redenção

Um show à parte ficou por conta do Coral Redenção, formado por reeducandos dos regimes aberto e semiaberto do sistema prisional da capital acreana, que apresentou aos presentes um repertório composto por músicas religiosas e populares. O coral fez uma apresentação envolveu a todos, encerrando a noite ao som da canção “Tente outra vez”, de autoria de Raul Seixas, e arrancando aplausos da platéia.

Formado no ano de 2010, o Coral Redenção faz parte das ações do programa ‘Começar de Novo’ no Acre. O coral conta com a regência do advogado, maestro e voluntário Otoniel Turi.

Começar de Novo

Através do programa ‘Começar de Novo’, os formandos do Curso de Cabeleireiro da unidade judiciária realizaram importantes ações sociais em diversas instituições, como a Associação de Pais e Amigos de Excepcionais (APAE), o Lar dos Vicentinos, Igrejas, Centro de Educação de Jovens e Adultos (CEJA), Centro de Recuperação Paolo Pera e a Unidade de Regime Fechado Feminino da penitenciária de Rio Branco.

 

Ao todo, foram atendidas, no período de outubro de 2012 a março de 2013, 1.328 mil pessoas de ambos os sexos, com diversos serviços como corte, pintura, alisamento, e escova.

As ações sociais são uma marca registrada do programa, idealizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e coordenado, no Acre, desde 2007, pela juíza titular da Vepma, Maha Manasfi.

O programa visa à sensibilização de órgãos públicos e da sociedade civil para que forneçam postos de trabalho e cursos de capacitação profissional para presos e egressos do sistema carcerário. O principal objetivo do programa, portanto, é promover a cidadania e assim, reduzir a reincidência de crimes.

Postado em: Notícias | Tags:

Fonte: Atualizado em 25/06/2015