Presidente do Tribunal prestigia abertura da Campanha da Fraternidade Ecumênica 2016

Desembargadora Cezarinete Angelim ressaltou compromisso pela humanização, alteridade e responsabilidade social da Instituição.

A desembargadora-presidente Cezarinete Angelim participou nesta quarta-feira (3) da abertura da Campanha da Fraternidade Ecumênica 2016, na sede do Gabinete Civil (Casa Rosada) – atendendo convite do governador do Acre, Tião Viana. A juíza-auxiliar da Presidência, Mirla Regina, o padre Máximo Lombardi, a primeira-dama Marlúcia Cândida e outras autoridades também participaram da solenidade.

Tendo em vista a credibilidade e confiança que possui, junto a outras instituições, como o Poder Executivo, e diante da sociedade, o Tribunal de Justiça Acreano tem sido convidado a integrar diversas ações, projetos, programas e campanhas, cujos destinatários sejam os cidadãos.

campanha_fraternidade_governo_tjac_4

O tema da campanha transcende os muros das instituições e mesmo da religião, e alcança guarida em um interesse social e uma problemática que afeta a todos: “Casa Comum: Nossa Responsabilidade”. Já o lema é “Quero ver o direito brotar como fonte e correr a justiça qual riacho que não seca”. O lançamento oficial da Campanha será no dia 10 de fevereiro.

Para este ano, o intuito da campanha – a qual é organizada pelo Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (Conic) –, é assegurar o direito ao saneamento básico para todas as pessoas, bem como envolver a sociedade por políticas públicas e atitudes responsáveis que concorram para a integridade e o futuro do planeta Terra.

Ao agradecer pelo convite, Cezarinete Angelim assinalou que tem conduzido a Administração do TJAC “na perspectiva da alteridade (colocar-se no lugar do outro); da humanização, da busca pelo bem-estar e saúde de magistrados e servidores; do cuidado com o meio ambiente e da responsabilidade social”.

campanha_fraternidade_governo_tjac_1

O diálogo e a partilha das instituições reforça a ideia de que todos devem se unir e convergir suas ações para propósitos conjuntos, que fortaleçam as iniciativas e garantam resultados mais consistentes e de maior abrangência. A conscientização para problemas de ordem social, por exemplo, deve ser incentivada por todos, já que as atitudes individuais implicam na coletividade, como o cuidado com o lixo, o desperdício de água (bem limitado) e, claro, o saneamento básico.

A presidente do Tribunal de Justiça Acreano lembrou que “estamos no Ano da Misericórdia” e que “nós do Poder Judiciário estamos nesta proposta de defender uma nova consciência, nos aproximarmos mais dos cidadãos e olharmos o próximo com mais atenção e dignidade”.

O governador Tião Viana ressaltou que hoje o Acre se esforça pelo saneamento público do Estado. “Todo ano temos uma forte campanha da Fraternidade que nos traz uma reflexão espiritual e divide responsabilidades sociais. Investimos nessa área, e essa era uma grande preocupação minha, pois a cada R$ 1 investido em saneamento, economizamos R$ 4 na saúde”, explicou.

campanha_fraternidade_governo_tjac

Representantes de 110 paróquias e entidades religiosas do estado se reuniram à Diocese de Rio Branco para discutir a relação de cada um com a natureza. “Nós temos que nos sentir responsáveis por essa Terra, nossa casa, que devemos amar, cuidar e respeitar. A parte espiritual dessa campanha é nos ajudar a ter um estilo de vida mais sóbrio, evitando consumismos e o desrespeito à natureza”, afirmou o padre Máximo.

A primeira-dama Marlúcia Cândida lembrou que “todos devem assumir a sua responsabilidade individualmente e fazer a sua parte”.

campanha_fraternidade_governo_tjac_2

A atual gestão já implementou uma série de ações voltadas à preservação do planeta, como o Bosque Florido e o programa Natureza Viva, e ampliação de sua responsabilidade social, como o Judiciário Solidário e o Tribunal Solidário.

Postado em: Notícias | Tags:,

Fonte: Ex. DIINS - Diretoria de Informação institucional Publicado em 03/02/2016