Presidente do Tribunal é homenageada pela PM com a Medalha Guardiões da Estrela Altaneira

Além da desembargadora, juízes de Direito também foram agraciados em reconhecimento aos relevantes serviços prestados e notáveis colaborações para o progresso da corporação.

A presidente do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), desembargadora Denise Bonfim, recebeu da Polícia Militar (PM) a Medalha Guardiões da Estrela Altaneira. A homenagem ocorreu nesta sexta-feira (26), em solenidade de formatura geral alusiva aos 101 anos da corporação.

Foram homenageados também os juízes de Direito do 1º e 2º Juizados Especiais Criminais da Comarca de Rio Branco, José Augusto Fontes e Edinaldo Muniz, respectivamente, além dos juízes de Direito Fábio Farias, da Comarca de Sena Madureira, e Alesson Braz, da 2ª Vara do Tribunal do Júri e Auditoria Militar da Comarca de Rio Branco, que foi representado pela juíza de Direito Zenair Bueno. O juiz de Direito Hugo Torquato, que é diretor do Foro da Comarca de Cruzeiro do Sul e titular da 2ª Vara Criminal, também recebeu a medalha.

Os representantes do Judiciário foram escolhidos em reconhecimento aos relevantes serviços prestados e notáveis colaborações para o progresso e renome da PM nos seus 101 de história, no exercício de suas elevadas funções públicas e civis. A concessão da Ordem do Mérito Guardiões da Estrela Altaneira está na Portaria de nº 458/DRH/17.

A moção de reconhecimento se estendeu ainda a três militares da segurança do Judiciário com a Medalha de Ordem do Mérito Barão do Rio Branco. No total, foram 164 pessoas entre autoridades de diversos segmentos homenageados durante o evento.

O comandante geral da Polícia Militar, coronel Júlio César, lembrou as conquistas da corporação ao longo de sua fundação e disse que o centenário encerra-se com muito rigor. “O combate continua. Estamos no caminho certo. Temos muitos avanços. Hoje é um dia de festa para nós policiais”, disse.

A vice-governadora Nazareth Araújo ressaltou que a população precisa cada vez mais honrar a Polícia Militar, entendendo as dificuldades desse trabalho no enfrentamento ao crime.

“Temos que nos unir ao sistema de segurança pública para podermos ampliar cada vez mais a sensação de segurança”, destacou.

Histórico

Em 25 de maio de 1916, o Governo Federal através do decreto n° 12.077, criou as Companhias Regionais, com missão de conservar a ordem pública em cada Departamento, inclusive do recém-criado Alto-Tarauacá. As Companhias Regionais são consideradas como o embrião do Polícia Militar de hoje, por isso se comemora o aniversário da PMAC no dia 25 de maio.

A estrutura organizacional da milícia acreana modificava-se de acordo com o desenvolvimento administrativo do Acre. Após a unificação dos Departamentos, em 1° de janeiro de 1921, as Companhias Regionais foram extintas. Em seu lugar, foi criada a Força Policial do Território Federal do Acre.

Nesse período, escritos comprovam a participação efetiva da milícia acreana nas mais diversas áreas sociais. Além da segurança pública realizada, os soldados também deram valiosas contribuições na construção civil, no ensino e na própria administração do território.

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Ex. DIINS - Diretoria de Informação institucional Atualizado em 29/05/2017