Presidente do TJAC recebe relatório final da Semana de Conciliação

A coordenadora estadual da IX Semana da Conciliação, juíza de Direito Mirla Cutrim, entregou o relatório final ao presidente do TJAC, Roberto Barros; o juiz-auxiliar da presidência, Cloves Fereira, também participou da reunião.

A IX Semana Nacional da Conciliação foi realizada no mês de novembro de 2014 pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) com o objetivo de disseminar a pacificação social, o respeito entre as partes e a celeridade na Justiça.

Os resultados mais expressivos foram obtidos na área cível, na qual foram atendidas 1.968 pessoas e realizados cerca de 400 acordos das quase 1.200 audiências designadas, o que equivale a um aproveitamento de aproximadamente 30%.

Já na área criminal, foram atendidas 187 pessoas, com a homologação de 53 sentenças de transação penal, além de 11 composições civis.

Ao todo, os trabalhos implicaram em 106 participações de magistrados, 39 participações de juízes leigos, 144 participações de conciliadores, além de outras 130 participações de colaboradores, como membros da Defensoria Pública Estadual (DPE) e do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC).

Nos acordos cíveis, foram movimentados mais de 2,5 milhões de reais, dentre as conciliações realizadas nas fases pré-processual, de conhecimento e de execução.

A coordenadora estadual da IX Semana da Conciliação, juíza de Direito Mirla Regina, avaliou como positiva a ação.

“A nossa avalição é sempre positiva, nos consideramos a conciliação como um dos pilares do Poder Judiciário junto com a jurisdição. Nós temos que ver o judiciário hoje como uma instituição que tem métodos plurais de solução de conflitos notadamente aqueles em que as partes saem mais satisfeitas. E o nosso objetivo é incentivar cada vez o uso dessas ferramentas, e aumentar nosso percentual, nós tivemos aproximadamente 40% de êxito nessa semana e o objetivo é aumentar esse percentual nos próximos anos”, disse a Mirla Cutrim.

O presidente ressaltou a importância da ação instituída pelo Conselho Nacional de Justiça.

“O Tribunal tem feito a cada ano, a Semana de Conciliação  e contamos mais uma vez com o apoio da doutora Mirla  Cutrim que nos auxiliou na coordenação desse trabalho, e que deu bom resultado comparado com os índices de outras edições da semana de conciliação. É um  processo permanente de aperfeiçoamento, e achamos que nosso próximo ciclo agora em 2015 será ainda melhor, pois, é uma meta do CNJ priorizar a questão das conciliações, é também o perfil da próxima presidente do Tribunal, desembargadora Cesarinete e a da doutora Mirla que irá auxiliá-la na atividades da presidência” , finalizou o presidente.

 

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Atualizado em 02/02/2015